[Rotina Atual ] Novembro de 2013 a Fevereiro de 2014

dog

Crédito da imagem: wallpersus.com

Obs: Tumblr do Salada, aqui e Post com favoritos + perguntas frequentes, aqui.

Oi gente,

Os posts com as rotinas anteriores estão aqui e o post da minha última pausa (que durou até 25 de outubro) está aqui.

Neste novo ciclo não vou usar nem o Clairial C10 nem o Biomedic Pigment Control porque usei ambos por  cerca de um ano.

As rotinas de limpeza e esfoliação facial, reforço da proteção à tarde, bem como a de cuidados com corpo, pescoço e colo não mudaram quase nada então este post vai listar apenas os produtos de tratamento que estou usando na face. 

Quantidade recomendada para o uso de protetor solar:

protetor solar

Fonte da imagem: Sociedade Brasileira de Dermatologia

ROTINA – NOVEMBRO DE 2013 A FEVEREIRO DE 2014

Os ingredientes principais deste ciclo são o Arbutin, a Niacinamida, o Ácido Azelaico, o Ácido Glicólico, a vitamina C e dois retinoides (Retinol e Retinaldeído).

rotina_nov_fev

Que foto horrível…  hehe

SEGUNDA A SEXTA-FEIRA

Manhã

  • Niacinamida (Nicotinamida) a 4%: camada fina no rosto todo (poupando a área dos olhos)
  • Derma Clássico Repair da Dermatus:  nas sombras do melasma e também ao redor do nariz e no queixo, onde tenho vermelhidões
  • Hydracid C20 priorizando área dos olhos (uso por minha conta, o laboratório não recomenda), região peribucal e contorno do rosto, depois dou batidinhas com ele por cima da sombra do melasma em pequena quantidade
  • Substiane Olhos ou Densitium Olhos ou Shiseido Wrinkle Resist 24h na área dos olhos: estes três são hidratantes supostamente firmadores e acho que dão um aspecto cheinho à área dos olhos. Eu ainda não tenho as rugas comuns da minha idade, mas como estou perto de completar 44 venho tentando descobrir de qual deles gosto mais porque quero escolher um para usar duas vezes ao dia em 2014. Como já discutimos nos comentários, o que se espera de produtos assim é um efeito cosmético apenas, ou seja, eles não vão reverter rugas formadas mas podem deixá-las com aspecto temporariamente mais hidratado do que hidratantes comuns fariam. Mas é possível que eles retardem o surgimento de novas rugas porque o ressecamento faz a pele marcar mais fácil, então me parece que são boas opções para quem tem menos de 40 anos mas tem a área dos olhos ressecada e percebe que sua mãe e tias formam rugas cedo ou para quem está na minha faixa de idade, com ou sem rugas.

Se você se incomoda muito com suas rugas infelizmente precisa saber que não deve esperar efeitos extraordinários de cosméticos, então sugiro que não gaste tubos com isso comprando cremes da La Praire ou da Sisley achando que vão resolver mas compre se gostar da marca, se adorar o cheiro, a textura, se achar divertido usar. Eu amo o Eye Contour Masque Sisley, meus hidratantes da Dior, esse da Shiseido e outros produtos que ninguém precisa, mas não costumo dedicar uma resenha a nenhum deles porque são caros e acho melhor estimular vocês a comprarem de maneira mais racional escolhendo ingredientes seguros e já estudados há algum tempo. 

  • Substiane [+] ao redor da boca (quase sempre esqueço de usar, mas estou tentando fazê-lo entrar mais regularmente na rotina). O Substiane para o rosto é menos emoliente do que o da área dos olhos. Se você foi fumante ou já tem rugas perto da boca melhor usar nesta região o Substiane Olhos.
  • Fotoproteção

Não acho necessário fazer post sobre o Derma Clássico Repair pois o Nando já fez um super completo, aqui. Ele tem a textura meio clara de ovo e rende muito. Seu ingrediente principal é o ácido tranexâmico e ele conta com ingredientes antioxidante e hidratantes.

Não devo revelar a concentração do tranexâmico pois recebi a informação de maneira sigilosa, mas posso informar que está dentro da concentração indicada como terapêutica. Em Natal ele é vendido na Farmácia Formule mas também pode ser adquirido no site da Dermatus, que envia  para todo o Brasil.

Tarde: dupla limpeza diariamente e esfoliação (cerca de 2 ou 3 vezes por semana).

  • Kiaritá Gel: Nas sombras do melasma
  • Redermic R: No rosto todo, inicialmente na área dos olhos e no contorno dos rosto, região peribucal e queixo. Aí por cima do melasma só um tico dando tapinhas com os dedos. Observação: Você só deve associar o Kiaritá ao Redermic R se o seu dermatologista liberar, tá?
  • Sana Nameraka Soybean Isofrabon Medicated Whitening Cream: Este foi um presente do Pedro (fofo). É um hidratante em gel que contem Arbutin, extrato de soja, óleo de jojoba e ácido hialurônico. Aplico dando toquinhos cerca de 20 minutos depois do Redermic R. Se você não é adepto do empilhamento (ou layering, para quem gosta de usar o termo original), acho interessante ressaltar que ele sozinho possivelmente já fornece uma concentração ótima de Arbutin. Eu gosto de empilhar, acho gostoso e acho que funciona melhor para minha pele, que era sensível mas agora é resistente ;)
  • Hidratante gordo na área dos olhos: em uma camada bem grossa, uso tanto os de ‘grife’ como uso o Epidrat Olhos ou o Cicaplast Baume B5 (sempre mantenho uns 3 diferentes abertos porque uso muito e gosto de variar)

O Kiaritá foi lançado há pouco tempo. Ele conta com Arbutin, Retinaldeído, Bisabolol e Niacinamida. Tem a desvantagem de conter isoparafina, mas não irritou a minha pele até agora (se tivesse uma manteiga vegetal no lugar da isoparafina seria um produto perfeito). Pode ser usado até duas vezes ao dia desde que a pele seja bem fotoprotegida.

Lista de Ingredientes do Kiaritá:

Disodium EDTA - Ammonium Acryloyldimethyltaurate/VP Copolymer - Arbutin - Niacinamide - Glycerin - Methylisothiazolinone - Phenoxyethanol - Propylene Glycol - Cyclomethicone - Dimethicone Crosspolymer - Retinal - BHT - Polysorbate 20 - Caprylic/Capric Triglyceride - Bisabolol - Laureth-7 - C13-14 Isoparaffin - Polyacrylamide - Aqua

Deixo estes produtos em minha pele por pelo menos quatro horas.

Noite: depois da atividade física/após último banho

  • Derm AHA no rosto todo
  • Ácido Azelaico a 20%: nas sombras do melasma, mas só aplico se o Derm AHA não ardeu ou se percebo que a pele não vai avermelhar. Na prática acho que uso 3 vezes por semana
  • Cicaplast Baume B5 na área dos olhos se achar necessário e uns toquinhos quase nada em outras áreas do rosto

Isso seca muito rápido e não deixa odor na pele então não atrapalha o namoro :)

É preciso deixar claro que a associação de qualquer ácido (mesmo que seja um ácido leve) com o Derm AHA tem riscos.  O ácido azelaico é um dos medicamentos dermatológicos que tem absorção percutânea mais eficiente.

Antes de dormir (só durmo tarde!)

Substiane [+] ou o Redermic C, uso o que der vontade ou até os dois ou nenhum (muito aleatório mesmo).

FINAIS DE SEMANA

Aos sábados pela manhã faço máscara purificante com Biopur ou Normaderm 3 em 1 e depois máscara hidratante com Cicaplast Baume. Aos domingos pela manhã uso a Tomatox e depois aplico o Derma Clássico Repair para começar a semana com a pele bem calma.

Nas tardes de final de semana não tenho uma rotina muito certinha, depende dos horários que passo em casa, para onde saio, etc. Procuro usar mais os Substianes, o Derm AHA, o Redermic R e o Redermic C.

ROTINAS FUTURAS

Pretendo manter esta rotina mais ou menos inalterada (quase sempre faço mudanças no decorrer das semanas, mas sem alterar a essência) até o final de fevereiro de 2014.

Depois minha dermato avaliará se precisarei fazer outra despigmentação mais intensiva com Biomedic Pigment Control + Derm AHA + Clairial C10 e acredito que eu receba prescrição do ácido tranexâmico por via oral entre março e maio de 2014.

Confesso que ainda estou insegura em usar o tranexâmico por via oral pois preciso ler mais sobre efeitos colaterais e os trabalhos nesta questão ainda são muito tímidos, mas acredito que daqui para lá os dermatologistas de Natal já terão um pouco mais de experiência. O legal da minha dermato é que ela faz parte de um grupo de dermatos que discutem seus casos, então elas trocam muitas experiências e enriquecem as condutas com as impressões trazidas de seus próprios pacientes. Isso é ótimo.

Como todo ano passo um mês fora, minha próxima pausa será em junho de 2014 e no segundo semestre do ano possivelmente eu fique apenas com um clareador para manutenção e já possa usar o Retinol em concentração mais alta e duas vezes ao dia. Não pretendo usar o ácido retinoico em 2014.

OUTRAS COISAS

Gente, o Blog vai tomar um rumo mais lento porque estou com muita coisa acumulando novamente (tipo um livrinho técnico novo para ler que tem 1922 páginas, ehehe), final de ano tem muitas festas, visitas em casa, coisas para organizar, enfim… Mas ficarei por aqui para responder e liberar boa parte dos comentários.

Muitos comentários não estão sendo respondidos pelos motivos que coloquei neste post aqui. Da data do post para cá o problema só aumentou, e aumentou muito :(

Vejo que muitas blogueiras já cansaram e não respondem mais ninguém, acho que muita gente tem migrado para tirar suas dúvidas no Salada porque percebe que não deixo comentários flutuando sem respostas.

Há dias com mais comentários descartados do que respondidos. Com muitos comentários são bem grandes, é como se eu perdesse por semana o tempo que poderia estar usando para ler um livro e sim, isto tem me desestimulado muito. Não consigo descartar um comentário sem lê-lo, leio tudo.

Como todo dia chega gente nova porque o acesso ao blog aumentou demais mesmo sem divulgação (o blog  é independente, não tem Instagram, nem Twitter nem Facebook e não faço spam ou parceirias), muitos pedidos são de pessoas que não se dão ao trabalho de pesquisar minimamente antes de perguntar.  Muitas vezes no post está escrito assim “uso duas vezes ao dia” e a pessoa pergunta “quantas vezes ao dia você usa?“. Se a pessoa não leu nem post onde deixou a pergunta não acho que eu deva estimular este tipo de leitor que não lê reescrevendo o que está alguns centímetros acima em sua tela.

Por outro lado com boa parte vocês o debate é ótimo e vocês voltam para ver as respostas, então só tenho a agradecê-los pois sei que muitos de vocês acompanham o Salada desde 2009.

Foi aqui que conheci o Pedro, a Lidi, o Nando e tantos outros que hoje fazem parte do rol de gente querida e que sonho em conhecer pessoalmente um dia. E foi por causa do Salada que conheci pessoalmente a Rose, a Janine, a e a Gladis. Sempre achei muito divertido cuidar dele mas infelizmente o blog chegou em um estágio que eu não queria que chegasse, ele cresceu. Eu tenho saudade de quando ele era bebê :(

Não teremos posts novos por algum tempo,  mas a partir da segunda semana de novembro acessarei o painel para respondê-los pelo menos uma vez ou duas por semana. Vou manter os comentários fechados para posts mais antigos porque não tenho como gerenciar tudo.

Tudo que eu achar de legal vou postar no Twitter ou no Tumblr, então quem quiser pode me seguir por lá mas lembrando que é meu Twitter pessoal, posto pouco e muitas vezes só assuntos completamente fora da temática do blog.

 

Um beijo gigante!

Meire

@meire_g

 

[Post Muito Longo] Saúde Financeira

meire e igor

Obs: Tumblr do Salada, aqui e Post com favoritos + perguntas frequentes, aqui.

Meu vestido do casamento civil foi adquirido na liquidação da grife onde compro habitualmente porque não me importo em usar modelos de coleções passadas mesmo tendo condições de gastar muito mais do que gasto. Por que você, que ainda não é independente ou conta com pouca renda acha que não pode ser feliz se não fizer ou tiver o que as blogueiras que se apresentam como ricas compram? Ou se  não consegue seguir todas as ‘tendências’? Ou se não tiver uma coleção incontável de sapatos e bolsas ou uma bancada gigante de maquiagens? Vamos conversar um pouco sobre isso e tentar dissolver esta bobagem? 

Oi gente!

Como o número de visitas do blog aumentou muito me senti obrigada a escrever sobre este assunto porque queiramos ou não um blog que versa sobre cosméticos acaba gerando desejos, o que é um aspecto lamentável de se manter um blog com esta temática. Este post se destina mais para meninas e meninos que chegam ao Salada pesquisando sobre maquiagem e para aqueles que ainda não organizaram sua vida financeira.

Rascunhei o post em 2011 ou 2012 mas acabei não publicando porque achei que seria muito bobo para o leitor do Salada mas como eu havia comentado sobre ele e vocês me cobraram decidi colocá-lo de volta :)

Espero que ninguém se sinta magoado porque ele trata de temas que envolvem um universo psicológico às vezes pouco compreendido e nem sempre a gente encontra a forma certa de falar sem ninguém se sentir pessoalmente agredido. Foi por este temor que retirei da programação o post sobre medicamentos para depressão e ansiedade, já que não fui capaz de encontrar um formato que, em minha opinião,  não pudesse ser mal interpretado por alguém que sofra de transtornos psiquiátricos.

No final do post é que falo um pouco sobre gerenciamento doméstico.

RIQUEZA

Antes de tudo vamos quebrar um pequeno paradigma. O que é riqueza na sua definição? Na minha é ter apenas um pouco mais do que se precisa e não dever nada a ninguém.

Aprendi desde muito pequena a organizar minhas finanças do jeito que a minha mãe também aprendeu, que meus avós aprenderam e assim sucessivamente. Em vez de trabalhar demais a minha família me ensinou a gerar tranquilidade me organizando e economizando, evitando o desperdício e promovendo o reaproveitamento. Judeus são um povo reconhecidamente econômico e por isso são alvos frequentes de piadas. Para vocês terem uma ideia a minha mãe, hehehehehehehe, manda cortar a luz e a água de casa quando passa uma temporada fora (ela passa pelo menos 3 meses por ano fora, às vezes volta para São Paulo por 6 meses e passa mais dois fora,  mais ou menos isso). Parece piada mesmo, todo mundo ri quando eu conto isso.

Quando eu tinha 5 anos de idade e estava precisando de uma toalhinha azul e branca quadriculada para minha aulinha de artes, minha mãe me deu mais uma lição de economia. Nos saímos e encontramos a toalhinha, entramos em várias lojas de produtos escolares para ver o preço. Pesquisando preços minha mãe chegou à conclusão que seria muito melhor comprar o tecidinho e fazer a barra em casa, porque o tecido que ela encontrou tinha melhor qualidade e menor preço em relação ao da toalha comprada pronta, portanto a minha toalhinha não só sairia mais barata como duraria mais e ficaria mais bonita.

Gente, vejam só, ela fez isso com um produto que já era muito barato. Foi por isso que minha mãe teve o privilégio de após quatro anos de casada não precisar mais trabalhar fora para nos educar e como ocorre com muitas famílias judias, tínhamos uma vida mais confortável do que famílias com renda muito maior mas sem saúde financeira. Meus pais nunca me deram nada sem que eu tivesse plena consciência do valor da coisa e do esforço deles, coisa que não vejo hoje na educação de boa parte das crianças. Eu fui pediatra e sei bem do que estou falando pois cansei de ver crianças ‘premiadas’ com presentes mais caros do que seus pais podiam comprar e hoje vejo pais reféns de filhos que os obrigam a se endividar para comprar tablets de marcas mais caras e outras coisas. Com medo de ‘traumatizar’ a criança, os pais a transformam em uma pessoa que acredita que os outros devem dar tudo que elas querem.

Sai de casa para estudar bem cedo e tinha que gerenciar minha renda e transformar quase nada em tudo, porque fiz um curso que não me permitiu trabalhar enquanto estudante. Eu avaliava que livros realmente deveria comprar, pegava livros em bibliotecas, fazia fotocópias e fui bolsista duas vezes, primeiro como monitora de farmacologia e depois como auxiliar de uma pesquisadora do CNPq.

O Igor foi criado da mesma forma que eu e quando viajou para a Austrália para estudar os seus pais não o mantiveram lá como um filhinho de papai. Ele trabalhou pesado como roadie (legal, ele montou palco para Beyoncé, U2, Walking With Dinosaurs, Eric Clapton, Muse e muitos outros show e até seriados, eu tenho uma capsula de projétil de arma de fogo que foi usada em Band of Brothers, o Igor estava lá!) e dava conta do serviço de casa. Hoje nós dois só temos a agradecer aos nossos pais por tudo isso, por nos transformarem em gente que toma as rédeas de sua própria vida e não em eternos adolescentes dependentes e que cresceram sem saber o valor das coisas e acostumados a ganhar tudo de mão beijada.

Pessoas que possivelmente contam com renda mensal maior que a nossa acumulam dívidas e são workaholics que não contam com tempo para si, para a família ou amigos. Quem tem muitos afazeres profissionais porque não consegue se organizar raramente consegue tirar férias porque acha que perde dinheiro, então não tem tempo livre para pesquisar o que vai comprar e gasta muito por ter que terceirizar coisas que poderia fazer sem precisar pagar outra pessoa.

É tudo bem simples e por isso acho bobo mas por experiência vejo que pouca gente faz,  mesmo sendo capaz de fazer. Vamos por partes porque tem algo mais importante para falar antes do gerenciamento.

Passeando por lojas virtuais e lendo alguns comentários achei o de uma moça que, extremamente eufórica – o que me pareceu claro pelo número de exclamações em suas frases – comentava que havia comprado um artigo de maquiagem apresentado em uma caixinha de luxo parcelando-o em  doze vezes, mas que não poderia afirmar se era bom porque teve pena de usar. Saí em busca de outros comentários da mesma pessoa e o ‘preciso ter isso‘ foi  um achado recorrente e perturbador.

Esse desejo, o que pode ou não ser o caso da moça, recorre na pessoa que sofre da necessidade de se automedicar adquirindo bens de consumo visando minimizar depressões ou ansiedades mas também por pura imitação de um comportamento observado que ela julga como normal.

Automedicação?

A mania de comprar e a compra por impulso mesmo quando não se conta com condições financeiras reais consiste em uma compulsão consideravelmente frequente em indivíduos com transtorno de humor. O ato de comprar gera um prazer e uma euforia que, pelo menos temporariamente, alivia as pessoas de suas mazelas psíquicas.

Muitas pessoas entram em uma onda de endividamento da qual é difícil sair porque a ansiedade e o sentimento de culpa gerados pelas compras desnecessárias se somam às preocupações com as próprias dívidas. Aí a compulsão cresce ainda mais porque a mente da pessoa ‘pede’ outra dose do prazer para tentar acalmar-se.

O que isso gera? Mais compras.

Talvez você teve um parente mal humorado como o Harpagão retratado em ‘O Avarento‘ de Molière ou uma tia que adquiria louças, joias e roupas mas que morreu sem usar praticamente nada do que acumulou (por ‘pena de usar’) pois este comportamento não nasceu com as blogueiras de moda e beleza, é muito mais antigo.

Há antiquários apinhados de peças que nunca foram usadas e acabaram sendo repassadas para outros colecionadores depois da morte de donos e donas que levaram a vida remoendo angústias e achando alegria só no ato de comprar e de acumular coisas. Vejam bem: no ato de comprar e de acumular coisas.

Carregando essa mania para os Blogs

Há meninas de várias nacionalidades no Youtube demonstrando móveis imensos e lotados de maquiagens obviamente já contaminadas ou até deterioradas (abertas há mais de 6, 12, 18 meses) que nunca chegarão a ser usadas tampouco serão doadas devido ao apego idêntico ao que fez aquel@ noss@ parente ou conhecido morrer sem usar suas porcelanas finas ou sem doar roupas que já não lhe cabiam há mais de duas décadas. As meninas menos ricas vendem alguns itens que às vezes nem chegaram a ser abertos apenas com a intenção de comprar mais e mais.

Não estou dizendo que ter uma bancada imensa de maquiagem é algo patológico, não é isso. Colecionismo é quase um esporte e pode ser até uma terapia real para algumas mulheres bem como pode ajudá-las a melhorar sua autoestima ou ser apenas um bom divertimento.

A maquiagem foi muito importante para me ajudar a lidar com o melasma,  mesmo sendo eu adulta e bem resolvida e eu seria hipócrita se negasse que tenho muito mais do que preciso. O que me preocupa nem é tanto o aparente exagero já que boa parte daquelas meninas pode até ter dinheiro sobrando mas o fato de que a exibição deste tipo de coleção carrega um forte potencial memético para outras meninas, o que é perigoso em minha opinião.

É por estas e outras que meu blog não tem post de ‘comprinhas’, não tem post de ‘bancada de maquiagem’ nem vídeo de coleção de maquiagem, porque acho este tipo de demonstração altamente lesiva para a coletividade. Mostro aos poucos o que acho que vale a pena dividir com vocês e que pode ajudar na camuflagem de nossos problemas de pele.

A glamourização deste tipo de consumo pesado acaba contaminando a mente de meninas mais susceptíveis ao desequilíbrio financeiro, que são justamente a de parcos recursos, porque quem tem recursos consegue consumir pesadamente sem se endividar. São estas meninas que podem perder uma grande chance de organizar sua vida e formalizar sua independência financeira porque são sugadas por este meme. Há meninas que esperam começar a trabalhar só para poder gastar tudo com roupas e maquiagem. Há toda uma geração destas meninas no Youtube e sim, isto me preocupa muito.

Não sou ninguém mas se eu tivesse voz na internet pediria que as meninas ricas parassem de mostrar suas coleções gigantes de maquiagem, roupas e sapatos, dá muito bem para fazer um blog funcionar bem se partir para este tipo de atitude. Possivelmente uma parte delas é compulsiva, outra parte ganha a vida com isso e uma parte aparentemente não se importa mas tenho certeza que muitas mudariam de postura porque sempre creio que boa parte das pessoas é sensível aos problemas alheios.

Desculpem-me já. Vou tentar desenvolver melhor isto.

COMENTÁRIOS QUE RETIREI DE UM  SÓ VÍDEO DE UM CANAL DE UMA GAROTA DO YOUTUBE

O vídeo que deu origem aos comentários que reproduzo abaixo  já era a segunda parte de um ‘tour’ pelo closet da menina. O segundo vídeo foi feito apenas para atualizar as ‘seguidoras’, já que a coleção aumentou tanto que ela precisou ocupar outro cômodo da casa. Escolhi este canal porque ele é de uma moça acho muito fofa e que acredito que não faz isso por mal e sim por inocência mesmo (mas prefiro não citá-la).

Escolhi comentários de meninas jovens, muitas das quais mostram uma precariedade na alfabetização e certamente perdem horas preciosas de seu desenvolvimento cerebral vendo vídeos e alimentando sonhos tortos em vez de ler ou estudar. Um dos sonhos que elas nutrem é ganhar presentes, ter um canal no Youtube famoso e juntar maquiagem, bolsas, roupas e sapatos.  Elas querem a vida da blogueira que seguem. Isso é muito, mas muito triste e a cada dia novos blogs de meninas que escrevem ‘anciosa’, ‘simplismente’ e coisas do tipo só proliferam.

O que as meninas ricas mostram nos Vlogs é um mundo perfeito onde elas não trabalham, compram e ganham tudo o que querem, viajam sempre que desejam, estão sempre maquiadas, perfumadas e são eternamente mimadas por pais e namorados ou maridos, são donas dos bichinhos de estimação mais lindos do mundo. Outra coisa em comum são seus quartos em branco e rosa e suas penteadeiras impecavelmente brancas.

A fama de algumas “gurus” é alimentada pela exposição detalhada de cada segundo de suas vidas pessoais no Instagram, Facebook e outras redes. Quanto mais elas abrem as gavetas, quanto mais compras mostram e quanto mais falam da perfeição de sua vida pessoal, mais ganham adoradoras, e assim, mais ganham parceiros e presentes de empresas para mostrar.

Onde isso vai parar?

Seguem alguns dos comentários:

  • “(…) vai juntando tudo que tu não usa e da pra mim!*-*” (algumas literalmente mendigam)
  • “ai *** td bem quando vc nao quiser mas a suas maquiagens pode me doar soou **** do rio de janeiro eu doente por maquiagem bijus roupas td e eu nao tenho dinheiro para compra essas maquiagens e nem pinceis bjss te adoro”
  • “Meu grande sonhoooo, um dia eu consigo, lindaaa beijãooo…” (outras colocam a coleção imensa de maquiagem como um projeto de futuro)
  • ” Mais eu ficaria muito feliz se pode-se fazer doação das suas maquiagens. Que você não for mais usar pois amo maquiagem mais não tenho condições de comprar os produtos. Espero que leia com atenção.”
  • “tadinha dela né, morro de dó. Já fui obesa como ela e acho uma pouca vergonha, vende as makes e vai malhar.” (umas mostram o quanto sofrem agredindo moralmente quem tem o que ela deseja ter e  não pode)
  • “Meu Deus de dar inveja…viu.,Tenho muitas makes mas não se comparam as suas!! Quem dera.”
  • “mei estou montando a minha…kkk de vagar..”
  • “Super lindo seu marido lhe apoiando”
  • “o que vc nao quiser mais eu aceito amo make, mas sabe qual meu sonho é ter um hidratante da CLINIQUE” (ela não sonha com um hidratante, tem que ser da Clinique)
  • “faz um video mostrando todos os seus esmaltes por favorr”
  • “Wowwwwwwww cuanta cosa me encata ,ojala algun dia yo tenga 1/5 de lo que tu tienes amooooo el maqillaje ,las brochas solo que me es difisil comprar y ni hablar d las marca no estan a mi alcance , pero me encata al menos poder ver toda esa variedad y soñar”
  • “que sonho essas makes, meu Deus. No Brasil é tdo tão difícil.”
  • “achei o vlog tao nada a ver… talvez se fosse vc fazendo algo mais diferente como compras e falando dos produtos e da loja”
  • ” gostaria muito de ganha umas das suas maquiagen pois eu num tenho s ó tenho um rimél e um delineador e um baton pff quando se quiser doa eu to aki eu só mtu a sua fã”
  • “um dia eu chelo la eu vou fazer uma mesa igual a dla”
  • “De uma coisa eu não preciso meu bem e sabe do que … Inveja ! E sabe porque? Porque tenho dinheiro pra comprar o que eu quiser.” (uma garota aparentemente de parcos recursos agredindo aquela que tem muito)
  • “Que sonho ! *——* To rezando pra ganhar alguma coisa”
  • “(…) não joga fora as makes, envia para minha casa”
  • Nossaaa vc tem mta coisaaa q inveja claro q boa pq eu t adorooooo quem sabe um dia eu chego la”
  • ” pena que eu não tenho nem o começo disso tudoo (…) mas vc merece”
  • “Faz um vídeo de suas capas de celular.quero fazer uma coleção só que acho que tdos precisam d inspiração.”
  • “quando eu crescer também quero ter um cantinho assimm *-*”
  • “(…) vc tem um sonho de todas as garotas, meu sonho ter um cantinho so meu de maquiagem (…) …estou acompanhando todos seus videos que esta me fazendo muito bem, eu andava muito desanimada, agora estou aprendendo a me valorizar mais”

E se a blogueira não mostrar absolutamente tudo, há várias leitoras para cobrar

  • “Faltou mostrar o que tem nas prateleiras dentro da portinha do lado direito :// fiquei super curiosa!”
  • ” e a porta do outro lado você não mostrou :(“

E raramente aparece um comentário mostrando senso crítico:

  • “Gosto muito dos tutoriais da ****, mas para mim, os videos onde ela mostra sapatos, suas coisas pessoais nao me acrescentam em nada.”

Já em meio a vários comentários, muitas meninas iniciando um canal, sonhando com riqueza em um passe de mágica e mendigando seguidores:

  • “Visitem meu canal, meninas. Sou nova aqui no youtube e estou precisando de uma ajudinha”

E para muitas as blogueiras melhores são as que tem coleções maiores, então se acham  uma mais gigante ainda agridem a que tem coleção menos gigante:

  • “Meu bem, aposto q vc naun tem nem 1%, do q a ***e (essa guru q vc sitou)… haha!!”

E várias que acham que riqueza é para quem é abençoado, é de chorar…:

  • “Nossa que sonho ***. Você é muito abençoada.”

E dois dos mais tristes que vi neste post:

  • “You made me cry :’(“
  • ” nossa fiquei muito mal, de sexta pra sábado não dormi nada, chorei a noite toda, e desde sábado estou passando mal com gastrite nervosa, estava aguardando muito ansiosa **, talvez você pense que é exagero mais não é, você é muito importante pra mim, meu sonho é te conhecer, comprei seu presente, escrevi uma cartinha pra você, tudo te esperando desde o ano passado e quando você veio eu perdi, estou arrasada e nada me faz melhorar”

Não costumo criticar pessoas, quem me acompanha já sabe que não faço isso. Mas neste caso em particular é diferente. Já me peguei sensibilizada várias vezes porque lido com pessoas muito doentes, tenho alguma experiência em captar sofrimento psíquico e sei que quanto mais cedo as doenças são deflagradas pior o prognóstico.

Quem produz vídeos ou textos para a internet precisa entender que está falando para um mundo inteiro de pessoas com várias idades e problemas. Eu acho que a internet amadureceu e chegou a hora de pesar as consequências do que postamos.

Às vezes a gente faz uma coisa totalmente inadequada porque não se deu conta de que poderia ser diferente, né? Não estou condenando em absoluto quem mostra tudo que tem porque isto virou febre e se entranhou na cultura da geração Youtube, mas desejando que esta mania de exibicionismo extremo se interrompa um dia.

Pensem bem: para quê uma pessoa precisa mostrar tudo que tem em rede internacional? Será que isto não já passou do ponto?

Deixo as perguntas no ar.

Agora vamos conversar mais particularmente

Se você precisou comprar um artigo de maquiagem – que é um bem perecível e descartável – parcelando-o em doze vezes significa simplesmente que você não conta com condições financeiras mas que acha que parcelando não poderá se prejudicar, o que é normalíssimo quando ocorre uma vez ou outra, ou que não tem bom senso e não se deu conta que isso gera mais gastos ou que não recebeu educação em economia e acha que economiza quando compra parcelado.

Maquiagem é um item de consumo para ser comprado preferencialmente à vista e quando você tem dinheiro para isso. Quando você não tem um orçamento folgado não precisa deixar de ter maquiagem, mas deve buscar alternativas mais baratas e não comprar um item de luxo em várias prestações porque é tão caro para você ao ponto de você preferir deixá-lo guardado.

Mas eu não posso colecionar?

Colecionar não é um problema desde que o gasto esteja saudavelmente incorporado ao seu orçamento, ou seja, desde que a coleção não impute endividamento (parcelar maquiagem em 12 vezes é um endividamento!) e outros desequilíbrios nem comprometa prioridades reais, como um investimento mínimo, educação, saúde e Previdência Social.

Se você não tem dinheiro agora, só vai ter amanhã se começar a poupar hoje. Por favor, guarde esta frase: Se você não tem dinheiro agora, só vai ter amanhã se começar a poupar hoje.

Compra parcelada deve ser reservada para bens não perecíveis e duráveis e desde que a parcela esteja dentro da sua cota mensal.

Mesmo tendo uma vida considerada muito confortável estabeleço uma cota do quanto quero gastar. O teto que fixei é muitíssimas vezes menor do que o limite dos nossos cartões. Preste atenção:  muitíssimas vezes menor do que o limite dos cartões de crédito.

Há pessoas que compram até o dia em que o cartão ‘topa’ no limite e esperam o mês seguinte para comprar mais. Se você chega perto do limite máximo que o Banco calculou para o seu cartão você está gastando muito mais do que deveria porque o Banco coloca como limite o seu fígado, já que sempre há a chance de parcelar ou de renegociar a dívida. Não caia nesta armadilha e esta é a primeira coisa que você precisa alterar na sua vida financeira.

Lembre-se destas duas coisas:

  • O limite do seu cartão de crédito é calculado para consumir sua última moeda.
  • Maquiagem não é ‘investimento’, é um bem de consumo, um bem que se contamina e que deteriora. Vamos parar de chamar cosméticos de investimento?

Sobre o gerenciamento doméstico

Se você está com as contas muito desorganizadas pode demorar meses até conseguir organizá-las, mas não desanime. Os objetivos, que são muito simples e óbvios para quem foi criada como eu mas o brasileiro não dá atenção, são gastar mensalmente sempre bem menos do que você ganha, ter uma ideia real de seus gastos fixos e promover uma antecipação do montante necessário para contas que se repetem uma vez por ano, como material escolar de crianças ou IPTU, por exemplo. A prevenção do endividamento é uma das forma de gerar riqueza.

Vamos começar?

Tire um extrato ou monte uma lista de todas as compras e gastos fixos, gastos eventuais e gastos extras que você teve nos últimos quatro a seis meses (quanto mais, melhor) e dê nomes a todos os pagamentos recorrentes, organizando-os em uma quadro ou planilha mês a mês para conseguir um valor médio dos gastos. Isso é muito simples, basta uma folha de papel,uma caneta e uma calculadora.

Relacione as contas fixas mensais, como pagamento do seu condomínio, alguma prestação que já foi assumida, academia, custos com supermercado e transporte, plano de saúde, contas de telefone, luz e internet e mantenha essa tabelinha com valor estimado para cada gasto numa agenda (virtual ou física) checando todos os meses se houve algum vazamento na previsão, se está gastando mais água, luz, telefone ou gasolina do que deveria e apare os gastos sempre que possível.

Calcule o que você precisa em média para gastos eventuais (lanches, estas coisas) e também coloque nesta tabelinha, bem como calcule o valor que ficou solto cada mês e que você não descobriu com o que gastou, faça uma média e coloque na planilha como gastos extras. Todo mês aparece uma coisa ou outra para comprar e fixe um teto do quanto você pode gastar por mês com isso. Faça uma média do que você gasta por mês com cada uma das despesas fixas, com as eventuais e com gastos extras e consulte esta tabelinha com frequência.

Analise e veja se há coisas para cortar. Vou dar um exemplo: eu estava com internet em casa, pagava um modem da Claro para acessar eventualmente pelo notebook em alguma viagem  e tinha ainda a internet no tablet e no celular bem como assinatura de TV com duzentos mil canais fora a Netflix e também assinatura com a Vivo e TIM. Foi assim que suspendemos a assinatura do modem da Claro, da Vivo e baixamos o pacote da TV. Só notei o desperdício quando estava revendo as contas.  A gente podia pagar tudo isso? Sim, podia. Mas isto não é justificativa para torrar dinheiro sem necessidade.

O que fazer com a renda líquida

Calcule o valor de 5 a 20% da sua renda líquida média (de autônomo, empregado ou sua mesada) e solicite uma aplicação automática adequada para que o montante seja encaminhado todo mês. Você pode começar com menos e ir aumentando de acordo com as despesas que for conseguindo redimensionar.

Quanto menor a sua renda mais autocontrole você precisa aprender a adquirir; no começo é complicado, mas com o passar do tempo você percebe que isso lhe dá tranquilidade e tudo fica ótimo porque seu investimento vai criando vida própria e apoiando você a alimentá-lo.

Esse valor economizado mensalmente pode servir para sua segurança em intemperies da vida, para pequenos saques em eventualidades não tão importantes como comprar uma coisa meio carinha que você deseja ou para usar em viagens, mas sobretudo para manter um investimento e evitar o empobrecimento que pode ocorrer de uma hora para outra com um desemprego ou uma doença na família, por exemplo, para financiar uma viagem de estudos, para trocar um carro ou dar entrada em um imóvel sem precisar se endividar. Você pode ter tudo isto mesmo ganhando pouco. É só ter paciência e ser organizado. Quando você vê sua amiga que ganha o mesmo que você ganha tendo tudo isso e não entende de onde ela tira dinheiro, saiba que possivelmente é assim.

Só posso economizar evitando comprar coisas caras?

Não.

Outra coisa é inserir em sua rotina a pesquisa de preços de itens que já são baratos, como frutas, verduras e até fio dental. Aqui em casa a gente começou fazendo de brincadeira porque eu achei divertido ir à feira do Alecrim mas depois vimos que vale muito a pena porque a gente colabora com a redução da pobreza comprando diretamente dos pequenos produtores e feirantes e ainda adquire itens bem fresquinhos como um queijo feito no interior!

A gente achou isso tão legal que começou a procurar pessoas competentes e que trabalham na informalidade em bairros bem longe do circuito que estamos habituados a frequentar. Foi assim que de feira em feira conhecemos o artesão que fez nosso suporte de panelas.  As almofadas dos nossos sofás foram feitas por uma costureira de bairro, a dona Juju, e não pela empresa indicada pela loja onde os tecidos foram adquiridos. Ganhei uma sala nova e colorida, muito mais divertida do que as salas de revista de arquitetura e aproveitando toda a estrutura anterior.

Há muitas cidades com feiras livres e mercados públicos, aproveite estes espaços.

Buscar supermercados que vendem em atacado e fazer pesquisas no centro da cidade antes de comprar coisas em supermercados comuns ou shoppings também fez muita diferença. No nosso roteiro de coisas domésticas estão dois supermercados atacadistas.

Mantendo uma planilha simples mas organizada e garantindo a extração de uma parte de sua renda líquida para um investimento assim que você receber seu salário já pode prever se vai sobrar alguma coisa, então este é o mês no qual você pode se dar algum luxo sem precisar se endividar.

Nunca se esqueça disso: quem adquire itens de consumo através de dívidas acaba ficando mais pobre ainda. Se você adquire uma dívida para obter um bem não perecível e potencialmente rentável quando claramente pode pagar as parcelas sem promover endividamento para honrar despesas básicas você conseguiu gerenciar bem suas finanças. Você prefere ficar mais pobre ou prefere gerar riqueza?

Mas se você já está muito endividado e não dá para poupar?

Se você fez um empréstimo para pagar contas corriqueiras significa que você está com a vida financeira realmente descarrilhada.

Se a renda está ainda mais curta porque você tem empréstimos ou prestações diversas, tente pelo menos calcular quanto gastará de IPVA, IPTU e material escolar dos filhos no ano seguinte e guarde um doze avos desse valor por mês para que você possa honrar as obrigações sem precisar fazer outro empréstimo.  Neste caso, em vez de guardar 5 a 10% da renda mensal você pode usar o que conseguir espremer de sua renda para abater os seus empréstimos e assim conseguir começar a poupar para evitar que eles se repitam.

Lembre-se: se você tem que pagar estas contas elas vão sair do seu salário de qualquer forma, correto? Se vão sair do seu salário não é justificativa dizer que não dá para guardar um doze avos do que você precisaria pagar de uma vez ou dividir para os meses subsequentes, o que é bem pior. Você precisa aprender a pensar em longo prazo. Para prevenir novos empréstimos é preciso economizar mais, sacrifique-se. Não há outra alternativa.

Não se importe com as flutuações do valor que você economiza porque em alguns meses você pode precisar sacar alguma coisa. Sempre tente colocar de volta o que tirou e se em um mês não foi possível depositar, tente compensar no mês seguinte sem se escravizar.

Chega um momento que mesmo que você passe meses sem investir ainda continua com uma segurança básica. Se sua renda é muito pequena tente manter pelo menos uma poupança que seja equivalente a dois ou três salários que você recebe.

Quando você começa a pagar as coisas sem se endividar para a frente o montante que você juntou começa a ir crescendo, mesmo lentamente,  porque todo o desfalque vai reduzindo e isso é uma das coisas que mais diminui a ansiedade presente na vida moderna. Podem ter certeza.

Mesmo sendo pobre, você consegue gerar riqueza. E, de novo, o que é riqueza? É ter um pouco mais do que se precisa e não dever nada a ninguém, né?

Estabelecendo Outras Prioridades

A Previdência Oficial sempre deverá entrar nas suas prioridades principalmente se você tem uma renda muito baixa e não conta com bens que podem ser revertidos em dinheiro durante situações críticas. Repito: quanto menos você ganha mais organizado você deve ser.

Isso é muito mais importante do que Plano de Saúde pois embora o SUS tenha deficiências a família pode contar com assistência gratuita mas sem pagar a Previdência oficial não há substituição de renda em caso de invalidez, morte ou idade avançada por exemplo, o que leva muitas famílias a passar sérias dificuldades.

Para quem tem uma renda maior e não tem volumosos investimentos que garantam uma renda fixa futura nem tem perfil investidor,  é interessante contratar também uma Previdência Privada.

Considerações Finais

Tudo aqui dito não passa de uma mera opinião pessoal. Não sou economista e faço como a vida me ensinou.

Se você não tiver condições de manter uma vida financeira saudável que leve à possibilidade de suprir a si ou a família em caso de alguma intercorrência, significa que sua renda é insuficiente para justificar uma coleção de maquiagem e cosméticos, então sugiro que se limite ao básico já que cosméticos e maquiagem fazem parte das nossas necessidades íntimas e podemos colocá-los como um item importante, mas sempre lembrando que cosméticos não são ‘investimento’.

Se fazer coleção de maquiagens é algo utilizado como ‘terapia’ mas ocorre em detrimento das necessidades básicas de suprimento prioritário e investimento, este colecionismo me parece patológico e é preciso impor um limite já.

Pense nisto porque do contrário você vai adquirir dívidas e o que parecia ajudar em sua ansiedade só fará com que ela se torne pior.

E se você ainda mora na casa dos pais e não se programar economizando o que ganha, vai ser dependente pelo resto da sua vida.

Hoje estamos vivenciando uma geração de inválidos, pessoas que não conseguem independência e vivem às custas dos pais, inclusive depois que se casam porque o apelo para o consumo desenfreado é bem maior do que o sofrido pelas gerações anteriores. Pais que sustentam um adulto que compra um iPhone novo quando não tem organização nem para pagar o próprio aluguel.

O Brasil está cheio, isso mesmo, cheio de adultos parasitas que dependem de pais que nem são ricos. Há vários idosos passando necessidade porque usam seus parcos proventos de aposentadoria para criar netos, já que esta nova geração é incompetente até para cuidar de si mesma.

Procure aproveitar ao máximo tudo que você já tem, isso não é feio tampouco vergonhoso, em minha opinião é sinal de inteligência, maturidade e responsabilidade com o meio ambiente.

Você sabia que um hidratante para o rosto pode ser usado no restante do corpo, como nas mãos ou nos pés? Aproveite lá. Eu teria condições de descartar tudo que não uso mas mesmo assim acabei de usar nos pés um Ureadin Facial que não funcionou no meu rosto.

Sabia que aquele batom rosado e baratinho que ficou estranho na sua boca pode ser usado como blush? Pois é, pode. Os meus Chubby da Clinique que não gostei na boca foram aproveitados assim.

Sabia que um sabonete íntimo que você comprou mas irritou sua região vaginal pode ser usado na área das axilas e é um excelente controlador da sudorese?

Sabia que o restinho de condicionador que não funciona no seu cabelo pode ser usado para deslizar a lâmina da gilete na hora de depilar as pernas? Pode ser usado até para amolecer as cutículas dos pés, sabia?

Sabia que muitos balms sem cor que você não gostou podem ser usados como hidratante para áreas secas do corpo e também para facilitar a retirada das cutículas das mãos? Pois é, fiz isso com meu Rosebud Salve.

Bases de maquiagem que ficaram claras em você podem ser usadas para iluminar sua pálpebra superior e as que ficaram escuras podem ser usadas na bochecha como blush ou bronzer bem como uma base mais pesada pode virar corretivo. E  você ainda pode misturar uma clara a uma escura para chegar à sua cor.

E você não precisa ter centenas de batons. Aprenda a fazer suas misturinhas, crie cores novas, seja criativa!

Não tem dinheiro para comprar protetores solares mais sequinhos? Cubra o protetor com pó. Habitue-se a usar também sombrinhas, roupas com mangas e bonés, que são itens  muito duráveis. Isto é economia de longo prazo.

E não guarde o que não está tendo utilidade, tente se libertar disso que é um excelente exercício. Repasse para alguém e peça para que esta pessoa repasse para outra caso não goste e que também beneficie você repassando-lhe algo que não pode ser aproveitado, ou quem sabe, você pode organizar um bazar com suas amigas e até transformar aquela coisa encostada no seu primeiro dinheiro para guardar!

Espero que ninguém se aborreça com este post. Se por acaso desagradei alguém já peço imensas desculpas e declaro que estou aberta para qualquer correção, principalmente se generalizei em algum ponto ou se pareci grosseira.

Conselhos do Buffett (reportagem scaneada para nós pelo Pedro, obrigada!)

Conselhos de Buffet para poupar

É isso, gente.

Um beijo,

Meire

@meire_g

[Resenha] Sana Nameraka Soybean Isofrabon Medicated Whitening Cream

Oi gente!

Resolvi soltar logo hoje  este post, o de Saúde Financeira e o de Rotina Atual pois a partir da segunda semana de novembro estarei com menor disponibilidade para gerenciar os comentários (mais detalhes no próximo post).

Um beijo!

Hadalabo Arbutin

 

 

 

Oi gente!

Neste novo ciclo de tratamento introduzimos o Arbutin, um ativo clareador que está presente em produtos como o Klassis e o Demelan,  por exemplo.

O Pedro me falou deste produto da Sana em julho e não só traduziu para nós a descrição do produto e seus ingredientes como me deu um de presente! (Obrigada, Pedro).

Descrição do Produto:

Sana Nameraka Soybean Isofrabon Medicated Whitening Cream

Luxuoso efeito de máscara.
Textura não pegajosa, enquanto deixa a pele plena de hidratação.
Com isoflavonas extraídas de leite de soja fermentado (ação hidratante).
Com arbutin altamente purificado (clareador – ingrediente ativo).
Livre de óleo mineral, corantes e fragrância.”

Textura:

Hadalabo Arbutin_interno

Ele é um gel denso porém leve, a espalhabilidade é excelente e não tem cheiro de nada. O efeito hidratante é bom. O produto conta também com efeito antioxidante e ajuda a acalmar a pele pois contem bisabolol, licorice, ácido hialurônico e óleo de semente de jojoba.

Não deve ser usado por quem tem alergia a butilenoglicol ou por quem não tolera produtos faciais com álcool.

Após a aplicação o meu rosto fica com um brilho molhado. Em minha opinião é um produto para usar em casa, mas talvez em quem tenha pele seca ele desapareça completamente.

Não sinto presença importante de álcool na fórmula, tanto que só percebi que tem álcool quando li os ingredientes. Depois de um bom tempo ele vai sumindo na pele.

Ingredientes:

ARBUTIN*, WATER, GLYCERIN, DIMETHICONE, BUTYENE GLYCOL, ALCOHOL, DIPROPYLENE GLYCOL, PENTAERYTHRITYL TETRAETHYLHEXANOATE, PEG-400, LACTOBACILLUS/SOYMILK FERMENT FILTRATE, GLYCINE SOJA (SOYBEAN) EXTRACT, GLYCYRRHIZA GLABRA (LICORICE) ROOT EXTRACT, SODIUM LACTATE, ACRYLATES/C10-30 ALKYL ACRYLATE CROSSPOLYMER, CARBOMER, XANTHAN GUM, SUCROSE LAURATE, SORBITOL, CYCLOPENTASILOXANE, TRIETHYLHEXANOIN, SODIUM HYALURONATE, SIMMONDSIA CHINENSIS (JOJOBA) SEED OIL, PEG-40 HYDROGENATED CASTOR OIL, MALTITOL, POLYGLYCERYL-2 ISOSTEARATE, SODIUM HYDROXIDE, PARABEN. *Ingrediente ativo

Quer saber mais sobre o Arbutin? Então clique aqui.

Um beijo!

Meire

@meire_g

[Notas] Hada-Labo SPF 50+ PA++++ UV Creamy Gel e outras coisas

HadaLabo UV Creamy SPF_topo

Protetor solar em gel creme apresentado em embalagem com 50g

Oi gente!

O Pedro já fez uma resenha impecável do UV Creamy Gel, aqui. Ele recebeu um da vendedora Vânia (vaniasousil@gmail.com – envia do Brasil) e um da vendedora Cristiane (cris_vendasjp@hotmail.com – envia do Japão) então mandou um pra mim pois sabe que adoro protetor hidratante, não oleoso e que dispensa dupla limpeza para usar no pescoço.

Este protetor não é resistente à água nem ao sebum, por estes motivos sai completamente durante o banho com sabonete comum.

Gosto de alguns protetores para usar no pescoço e colo. O top de todos vocês já conhecem bem, que é o Bioré Aqua Rich Jelly que uso praticamente todos os dias porque ele é refrescante, deixa o pescoço macio e com um bom aspecto e não exige dupla limpeza. Atualmente estou usando a versão Whitening. Quando preciso de uma proteção maior/mais resistente costumo ou cobrir o Jelly com pó ou usar outros protetores + pó.

Skin White e Jelly Whitening

O Skin Aqua UV Moisture Milk tanto a versão normal quanto a White são bons para o pescoço, mas exigem dupla limpeza então não pretendo recomprá-los. Acredito que são protetores bem interessantes para usar no rosto se você tem pele de normal a seca ou se acha o Bioré branquinho muito seco ou muito oclusivo.

Outros que costumo usar no pescoço:

outros_pescoço

Comprei o Skin Aqua UV Moisture Gel quando o Jelly havia desaparecido do eBay. Acho bom e é refrescante, mas não deixa a textura do meu pescoço tão boa e tenho usado nos braços.

O Nivea Sun Face Moist Beauty tem SPF 50+ PA +++ e tem cor, ele é bem rosado (mesma cor do Bioré rosinha), tem boa espalhabilidade e é excelente para usar não só no dorso das mãos, pescoço e colo como no rosto também. Ele foi enviado para mim pela Cristiane. Uma outra versão dele, similar porém mais fluida, é um dos preferidos da Karina, minha amiga que tem pele seca e bem sensível. Ela falou que ele minimiza o vermelhidão, deixa a pele bem protegida, não aumenta o ressecamento e se comporta bem sob a maquiagem. Não cheguei a testar no rosto porque já estou adaptada aos meus favoritos e porque já sei que não gosto de protetor solar hidratante no rosto. Para usar no pescoço ele dispensa pó.

O Sofina Perfect UV SPF 50+ PA+++ White Protect é um protetor solar clareador, com textura mais fina do que o Bioré Branquinho muito interessante para quem tem melasma e pele normal a mista ou tem tendência a cravos e não gosta do Bioré branquinho. Ele não é controlador de oleosidade mas também não a aumenta. Demora mais a secar na pele e aceita até bem maquiagem por cima porém o efeito de primer não é tão bom quanto o do Bioré branquinho ou do Allie UV Keep. Ele contem alta concentração de protetor físico e é rico em camomila. Tem resenha dele aqui, feita pelo Pedro. Já uso há um bom tempo, sempre compro o de 60mL porque sai mais em conta. A pele fica bem macia depois que é removido. Tenho usado no rosto nos finais de semana para saídas mais rápidas e às vezes uso no pescoço e nos braços também.

O BB Cream da Bioré que está na foto comprei para usar no pescoço porque tem cor leve e dispensa pó.  Ele foi muito útil mas não vou recomprá-lo porque exige dupla limpeza. Acabei achando muito mais prático usar um protetor mais hidratante e passar um véu de pó por cima porque no final da maquiagem você já está com pincel com pó na mão mesmo, não custa nada, ehhe.

Hada-Labo SPF 50+ PA++++ UV Creamy Gel 

É um gel creme de verdade. Na minha pele ele não deixa resíduos brancos.

HadaLabo UV Creamy SPF_sw

Achei o protetor solar perfeito com FPS alto para o pescoço. O Jelly ficará para os dias normais e este para os dias em que eu precisar de um FPS mais power.

Protetor solar é o tipo de produto que não precisa ter medo de comprar, porque se não fica bom no rosto ou no pescoço dá para usar no colo ou nos braços ou nas pernas, no dorso dos pés. E se for muito molhado dá para usar no corpo e colocar pó ou talco por cima que dá certo ;)

Um beijo,

Meire

@meire_g

Novos posts agendados ;)

i-want-a-kiss-please-

Crédito da imagem: www.topdreamer.com 

  • 31/10/2013 – Coffret d’Or Blush – Smile Up Cheeks da Kanebo
  • 04/11/2013 – [Notas] Hada-Labo SPF 50+ PA++++ UV Creamy Gel e outras coisas
  • 11/11/2013 – [Resenha] Sana Nameraka Soybean Isofrabon Medicated Whitening Cream
  • 18/11/2013 – [Rotina Atual ] Novembro de 2013 a Fevereiro de 2014
  • 25/11/2013 – [Salada Minha Casa] Saúde Financeira

Update – Oi gente! Os posts que estavam agendados para os dias 11, 18 e 25 serão publicados no dia 10 de novembro, tá? Resolvi adiantá-los porque estarei com tempo  mais curto a partir da segunda quinzena do mês.

Até lá!

Beijos,

Meire

@meire_g

Alguns estudos sobre o tratamento do melasma

orangutan-leopard-_1377370i1-558x360

Oi gente,

Em junho e outubro deste ano foram publicados dois trabalhos interessantes. Separei os dois para mostrar para vocês e aproveitei para acrescentar três outros, que embora não sejam tão recentes são bem esclarecedores.

Sou bem cética (até demais) e não costumo acreditar em promessas milagrosas ou lançamentos de ativos obscuros e mal pesquisados, por isso não uso produtos de grife para tratar meu melasma e dou preferência a produtos de farmácia, sempre me guiando por evidências mais consistentes.

Guiar-se por evidências não garante sucesso nem elimina riscos, mas reduz consideravelmente a nossa margem de erro, por isso escolhi uma dermatologista que tem o mesmo nível de ceticismo que o meu (e não é deslumbrada com ‘novidades’ como muitos dermatologistas que encontramos por aí).

As referências para cada paper estão nos prints que fiz com o PubMed Mobile. Costumo usar muito o banco de dados da Universidade de Stanford (melhor de todos na minha opinião  também inclui o Pubmed) pois o  ideal é pesquisar na fonte original da informação.

1. Tratamento do melasma com agentes tópicos, peelings e lasers: uma revisão baseada em evidências

review

Este é um trabalho de revisão sistemática com base em ensaios clínicos. É o tipo de trabalho muito útil não só para quem tem pouca experiência com literatura científica como para quem aplica o conhecimento. Os pesquisadores delimitam um tema e analisam o que foi publicado em um lapso de tempo, então fazem um resumo muito legal pra gente.

Mas toda revisão sistemática pode ser considerada confiável de cara? Não. É preciso analisar que critérios de busca foram implantados e se quem revisou levou em consideração os vieses que podem estar presentes. Quem não tem experiência pode pular esta parte e buscar revisões sistemáticas que usam ensaios clínicos bem desenhados.

E o que são estes ensaios? São aqueles com estudos controlados, como é o caso desse nosso artigo número 1.

Um estudo clínico controlado pode ser feito de várias formas. Por exemplo, o pesquisador divide as pessoas em dois grupos e testa um medicamento ou método de tratamento em cada um deles. Em alguns estudos o pesquisador não sabe que medicamento está aplicando no grupo A ou no B e os pacientes de cada grupo também não sabem o que estão usando. Este tipo de estudo é chamado duplo-cego e as evidências encontradas em um estudo assim são, geralmente, muito fortes porque eliminam preconcepções e crenças.

Um estudo pode ser controlado também com placebo. Neste caso sempre há pelo menos uma parte cega dentre os envolvidos. Funciona assim: um grupo toma ácido tranexâmico e outro grupo toma um comprimido sem nada ativo (como um comprimido de açúcar), mas nenhum grupo sabe o que estava tomando (pode ser que os pesquisadores saibam ou não). No final os efeitos são comparados. O ácido tranexâmico só pode ser considerado um tratamento eficaz se o efeito dele superar, de maneira estatisticamente relevante, os resultados do Placebo.

Outra forma de se estudar um ativo é comparando-o de maneira controlada com outro que sabidamente funcione.

Estes mesmos estudos controlados podem ser aleatórios ou, usando um anglicanismo, randomizados. O que é isto? Nos estudos aleatórios as pessoas não são escolhidas para cada grupo, são divididas como cartas de baralho, uma para cada lado, aleatoriamente. Isto é muito importante, não só porque um pesquisador desonesto poderia escolher as pessoas com perfil mais favorável para um determinado tratamento e colocá-las no grupo do medicamento que ele deseja mostrar que é bom mas porque reproduz de maneira mais fiel o que ocorreria na vida real, pois pessoas de gênero, idade e etnia diferentes vão ser expostas ao fármaco quando ele for comercializado.

Outras coisas, como o tamanho da amostra e o tempo de pesquisa são importantes, bem como a presença de conflito de interesses.

O conflito de interesses é algo que faz o trabalho perder muito crédito entre pessoas mais céticas. Por exemplo: uma empresa X está produzindo um cosmético. Mas só ela testou os ativos, e um deles é um extrato de uma planta que só nasce no pico do Himalaia ou uma baba de uma glândula de um inseto exótico. Ela mantém os testes com ela, patrocinou os pesquisadores, não divulga a monografia. Este tipo de trabalho serve para os que se deslumbram com estes ‘achados’ e pagam caro por eles, o que produz cifras milionárias para as empresas mas não goza de prestígio algum no meio científico. Já a pesquisa que testa alguma coisa com a qual não está diretamente relacionada financeiramente pode declarar ausência de conflito de interesses.

Quando uma descoberta parece promissora vários pesquisadores sem relação com a empresa começam a investigar até porque eles precisam de novos ativos para fazer comparações e continuar regulando o conhecimento pois nenhuma evidência científica é verdade absoluta (verdade absoluta é alçada da religião, não da ciência): toda evidência pode ser corroborada ou refutada, como pode ter seu nível reforçado ou reduzido.

Então se alguém disser que algo ‘foi cientificamente comprovado’ saibam que esta pessoa ou está sendo desonesta ou não conhece ciência ou está fazendo marketing. A ciência aponta evidências, que podem ser fracas ou fortes, nada além. Cabe ao profissional de saúde selecionar as melhores evidências disponíveis para montar seus esquemas terapêuticos.

O que este estudo número 1 concluiu:

(a) Clareadores tópicos combinados (incluindo o Triluma, que contem hidroquinona) são mais efetivos do que monoterapia, porém em 40% dos casos de empilhamento os pacientes desenvolvem vermelhidão. Por isso o Salada sempre reforça que é importante empilhar clareadores diferentes, mas empilhar com paciência e de acordo com a tolerância da pele :)

(b) Peelings químicos e lasers produzem resultados variados ou imprevisíveis e aumentam o do risco de hiperpigmentação, sobretudo em peles mais morenas.

Ele também Incluiu críticas sobre alguns ensaios, como casuística pequena e seguimento por curto prazo. Estas limitações são mais um motivo para valorizarmos as revisões sistemáticas.

2. Melasma e laser: uma análise baseada em evidências

lasers

Esta foi uma revisão realizada por pesquisadores israelenses e publicada este ano com base em estudos prospectivos e controlados.

Prospectivo é o estudo que olha para frente, ou seja, ele começa quando o paciente inicia o tratamento (o retrospectivo começa a analisar os resultados depois que o tratamento terminou).

O resultado foi desanimador e corrobora a experiência de muitos leitores do Salada Médica.  Atualmente a Unidade de Laser do Rabin Medical Center não recomenda o uso de nenhum laser no tratamento do melasma.

3. Ácido Tranexâmico oral no tratamento do melasma:

TranexOral

Este ensaio controlado e randomizado incluiu 260 pacientes nepaleses com melasma. Como vocês sabem, o melasma é frequente em asiáticos (inclusive dentre judeus, nos quais me enquadro) por isso é legal pesquisar estudos clínicos asiáticos.

Os pesquisadores usaram o tranexâmico na dose de 250mg duas vezes ao dia por três meses e seguiram os pacientes durante todo o  período.

O grupo A recebeu o ácido tranexâmico oral + rotina tópica de tratamento enquanto o grupo B usou apenas o ácido tranexâmico oral.

O resultado foi animador, considerando inclusive que a casuística é digna de nota.

Eles concluiram que a adição de tranexâmico produz uma melhora rápida e sustentada no tratamento do melasma, então acredito que vale a pena você conversar com seu dermatologista sobre isto.

4. Comparação entre peeling de 1% de Tretinoína e 70% de ácido glicólico no tratamento de mulheres com melasma:

Peeling

Para quem se interessa por peelings. Este estudo sugere que os efeitos dos dois peelings testados são similares mas que os efeitos colaterais são menores com a Tretinoína.

Caso você se interesse em fazer algum peeling sugiro que não faça se sua pele fica vermelha facilmente ou se você já percebeu que ela hiperpigmenta fácil, nem faça se sua pele estiver muito fina pelo efeito de tratamentos tópicos diversos.

E se ficar insegura é melhor não fazer porque nenhum estudo mostra efeitos realmente sustentados.

5. Ensaio Clínico randomizado e duplo-cego comparando Niacinamida 4% com Hidroquinona 4% no tratamento do melasma:

Niacinamida

Este estudo foi feito com 27 pacientes mexicanos. Eles usaram hidroquinona em um lado da face e niacinamida do outro lado.

A casuística é pequena, mas o estudo sugeriu que todos os pacientes apresentaram melhora, ou seja, que a niacinamida mostrou-se tão eficaz quanto a hidroquinona.

Três meses é um tempo curto para avaliar os riscos da hidroquinona, pois a hipocromia em confete ocorre após um prazo de uso maior, mas mesmo assim o estudo foi interessante porque reforçou que o período de três meses é aparentemente seguro. Se seu dermatologista escolheu a hidroquinona para seu tratamento indicando-a para curto prazo, procure fazer consultas frequentes e se algum efeito desagradável surgir suspenda imediatamente o uso e procure seu médico :)

Com relação a tolerância, o estudo demonstra o que já sabemos, que o perfil de segurança da niacinamida é muito maior e também sugere o que já sabemos, que a niacinamida minimiza os danos solares prévios.

Na minha pele já percebi melhora, acho que a niacinamida tem ajudado muito a manter a pele clara. Também penso que vale muito a pena incluir a niacinamida na rotina. Ela é fácil de combinar com outros ativos, basta não misturá-la em mesmo momento com vitamina C ácida.

A niacinamida é um anti-idade muito vantajoso, pois além de minimizar o aspecto amarelado e opaco da pele possivelmente reduz a transferência de melanina entre a epiderme e a derme, o que pode ser altamente benéfico para quem tem melasma resistente.

Era isso, gente!

Um beijo,

Meire

@meire_g

‘O que eu vejo na água’

frida

O que eu vejo na água‘ Frida Kahlo, 1938

Oi gente,

A síndrome pós-poliomielite é tão antiga quanto a própria Paralisia Infantil. No entanto sua descrição é bem recente, inclusive a entidade ainda não recebeu um CID específico.

Se você foi acometido por Paralisia Infantil e vem se sentindo adoentado, percebe agravamento motor ou outros sintomas neurológicos, busque auxílio médico. Muitos pacientes se esforçaram para andar sem órteses e resistem ao uso de bengalas ou muletas e isto acaba aumentando muito o risco de quedas e fraturas.

Eu e o Karl do Ecce Medicus escrevemos um texto sobre a síndrome e eu gostaria de convidá-los à leitura: aqui.

O CID para Sequela de Poliomielite é o B91 porém para fins securitários e para evitar alegação de doença pré-existente, é importante que o médico defina se a pessoa desenvolveu a síndrome. Se a síndrome for confirmada o CID do atestado médico deve ser o G96.8 e não B91.

Um beijo!

Meire

@meire_g