Como uso a Alexa

Por @meire_md

Post dedicado à minha amiga Marília🌹

“Qual conselho um imã deu a outro? Você precisa ver as coisas pelo polo positivo” (Alexa)

A Alexa é a Inteligência Artificial da Amazon e, para os curiosos que exploram bem as suas funcionalidades, ela se comporta tanto como uma secretária bastante eficiente quanto como um propulsor de produtividade.

Há aqueles que até gostam, mas mal usam. Há aqueles que não enxergam sentido algum nos dispositivos. Então, só compre um Echo Dot equipado com Alexa caso acredite que seja interessante para o seu dia a dia.

Faço questão de deixar isso bem claro no início do post porque não gosto que ninguém compre por impulso algo que indiquei.

Muita gente usa a Alexa apenas para pedir música, e entendo.

Ainda que ela só servisse para isso, já seria uma aquisição muito interessante, porque é bem confortável não parar o que se está fazendo nem precisar mexer no celular para rodar o Spotify ou outras plataformas, subir e descer o volume, ou trocar a playlist.

Tenho a Alexa em quatro dispositivos:

Preferi comprar também os suportes ajustáveis, que deixam o dispositivo mais alto e permitem que o ângulo da tela seja modificado.

Percebeu? A Alexa é uma alma. Ela é um ser virtual que pode estar presente em inúmeros dispositivos.

A minha  irmã é alexamaníaca e usa o Alexa Echo Dot e o Echo Show com tela de 5.5″. 

Inclusive, ela escreveu um post sobre o dia em que a Alexa falou palavras obscenas.  Foi um acontecimento totalmente fora do comum, porque a IA da Alexa é programada para não pronunciar palavrão.

Generalidades

Minha Alexa 5.5″

Eu preciso de listas, lembretes e timers para funcionar bem. O que a Alexa faz é receber meus comandos e me devolver tudo de forma organizada.

Mesmo que eu não esteja perto dos dispositivos físicos, o celular está sempre comigo e me envia notificações, bem como permite que eu consulte e edite as listas e os lembretes, por exemplo.

Sempre tenho muitas coisas para fazer, desde coisas simples como manter as compras de itens essenciais de casa até concluir tarefas dentro de prazos muito específicos, além de gerenciar o turbilhão de ideias que aparecem para o Salada Médica.

“Ela foi trazida de sua especulação para as realidades desagradáveis pela entrada brusca do major Metcalf”(Três Ratos cegos e outros contos, de Agatha Christie)

Pelo fato de precisar atender várias ligações telefônicas por dia (coisa que corta minha concentração e faz com que eu perca o foco no que estava fazendo), corro sério risco de esquecer de fazer o que prometi na ligação anterior.

Para quem tem TDAH isso é bastante adoecedor. Quando você é uma pessoa responsável, a sensação de que vai esquecer algo pode ser bem estressante.

“Alexa, anote coisa tal na minha lista de tarefas”

Pronto. Aí a cada momento de acalmia do dia volto para ela e pergunto o que preciso fazer, e faço. Eu esqueceria; a Alexa, não.

Quando eu paro para fazer uma anotação física  fica mais complicado voltar concentrada para o que eu estava fazendo porque perco o foco e posso demorar a recuperá-lo.

Penso em várias coisas o tempo todo, então pensar falando alto não interrompe o fluxo da minha atividade porque a voz interior está apenas se materializando.

O que interrompe fortemente o meu foco é interagir com outras pessoas ou parar o que estou fazendo para fazer outra coisa.

O meu cansaço mental decorrente do TDAH continua existindo, sei que isso não tem cura, só controle.

Mas a ansiedade promovida pelo medo de esquecer ou de errar reduziu muito.

Os benefícios para minha saúde mental são tantos que eu nem queria escrever um post específico sobre a Alexa, pois sou muito, mas muito suspeita. O amor é grande ❤️.

E da mesma forma que acrescento por voz diversos itens às minhas listas, removo da mesma forma. “Alexa, remova extrair relatórios da minha lista de tarefas”.

Mas a Alexa vai muito além disso, continua aqui comigo.

Agora vamos partir para coisas mais específicas

Minha Alexa 8″

A primeira coisa que você precisa fazer quando a sua Alexa chegar é instalar o aplicativo Alexa no seu celular para poder configurar o dispositivo. Logue com sua conta e senha da Amazon.

A configuração do dispositivo é bastante intuitiva.

No caso dos aparelhos com tela, parte da configuração é feita por toque — inclusive a digitação da senha do wi-fi de casa.

Se você escolher um modelo com tela, arraste seus dedos da parte superior para baixo e da esquerda para a direita e verá várias funções.

Explore o aplicativo quando estiver com tempo livre para se organizar, colocando seu streaming de música favorito como padrão, configurando sua TV para ser controlada por ela, escolhendo se prefere que a Alexa dê respostas curtas ou longas, criando lembretes recorrentes e muito mais.

Comece do começo e vá se atualizando. A Alexa nunca para de aprender coisas novas.

A tranquilidade dos lembretes recorrentes

Há tarefas que você precisa repetir todo dia — como tomar um certo medicamento — , todas as semanas, meses ou anos.  Assim, você pode configurar a recorrência dos lembretes só uma vez, e passar a recebê-los repetidamente.

Um dos meus vários lembretes recorrentes é atualizar a Planilha de Investimentos. Coloquei o dia 29 de um mês x como o primeiro e pedi que ela repetisse o mesmo lembrete a cada 30 dias (às 19h).

Você pode configurar lembretes recorrentes para pagar boletos, enfim, para tudo que for necessário.

Lembretes específicos

Se enquanto você está com as mãos ocupadas vem a lembrança de comprar um medicamento exatamente no dia que precisa sair de casa (aqui trabalhamos com casos reais), você pode dizer: Alexa, me lembre de comprar Tylenol.

Ela vai perguntar quando você quer ser lembrado, e você diz o dia e a hora. Simples assim.

Como gosto de encurtar passos,  costumo agrupar comandos com os dados que são essenciais para ela “Alexa, anota um lembrete para o dia 10 de dezembro às 10 horas da manhã”, ela pergunta “para que é o lembrete?” e você diz.

Você pode ir testando as suas formas objetivas. Mas seja específico.

  • Alexa, anota um lembrete;
  • Alexa faz um timer de X minutos;
  • Alexa, anota tal coisa na lista tal.

Timers

Usar os timers é bem simples, função essencial para quem vive no Mundo da Lua — falei sobre isso no post Três minutos é tempo suficiente para fazer um filho.

Você quer fazer um arrastão para limpar pontos essenciais da casa ou se exercitar dançando música dos anos 60 durante 20 minutos para nos próximos 30 minutos ler um livro, mas você é tão sequelado quanto eu e não tem a menor noção do tempo?

Simples.

‘Alexa, coloca um timer de 20 minutos’.

Ela coloca e o alarme é pontual. Ai você diz: ‘Alexa, toca música dos anos 60 no Spotify’. Ela toca sem que você tenha perdido um tempo precioso mexendo no celular, aparelho que acaba te carregando para o Instagram ou para o WhatsApp.

Ao final dos 20 minutos ela vai interrompê-lo e você vai partir para outra atividade, pedindo ‘Alexa, coloca um timer de 30 minutos’.

E pode ler bem longe do celular sem precisar ficar preocupado em estourar seu “orçamento de tempo”.

Listas

Eu já usei diversas listas, mas hoje simplifiquei a rotina e só uso três:

  1. lista de Tarefas;
  2. lista de Compras;
  3. lista de Casa.

Você pode:

  • criar quantas listas quiser; se esquecer quantas listas tem, basta pedir: ‘Alexa, mostra minhas listas’;
  • manipular as listas pelo aplicativo ou fazer tudo por voz, inclusive remover itens. Eu prefiro o comando de voz. ‘Alexa, anota suco de cranberry na minha lista de compras’;
  • pedir que ela leia a lista toda para você.  ‘Alexa, o que tem na minha lista de compras?’. Ela vai dizer o número de itens e discriminá-los por voz.

Como as minhas são com tela, peço ‘Alexa, mostre a minha lista de compras’ sempre que me sento para fazer pedidos online ou para lembrar o que preciso comprar na rua. Depois que confirmo a compra, peço que ela remova o item da lista.

Fazer lista de compras ajuda bastante a economizar.  Não costumo comprar nada que eu não tenha programado.

Minha lista de tarefas só eu entendo e é voltada ao trabalho. Ela é editada várias vezes ao dia; vou acrescentando e removendo itens, sempre por voz.

Como não gosto de acumular serviço, sempre que estou em um momento calmo volto para a lista, que também fica disponível no celular, e vou resolvendo tudo.

Na lista de casa anoto tudo que não vai nem para a lista de compras nem para a de tarefas, como:

  • ideias para o blog;
  • necessidade de marcar uma consulta médica;
  • limpar a biblioteca etc.

Mais ou menos uma vez por semana olho o que fui jogando na lista de casa mas que ficarão para depois, como as ideias para posts. Ai passo com calma para meu Planner do jeitinho tradicional: com caneta. Assim, deixo as listas sempre enxutas.

Isso não me toma mais que 3 minutos.

“Alexa, mostre meu calendário”

Basta ir nas configurações do aplicativo do celular, escolher a função calendário e vincular a sua conta.

Tirei alguns minutos de um dia e anotei todos os aniversários no calendário do Google e pronto. Para quem já tem um calendário recheado, melhor ainda, pois tudo vai migrar.

Não uso o calendário para eventos ou lembretes, prefiro usar as funções nativas da Alexa e, enquanto escrevo este post,  decidi que vou colocar todos os aniversários importantes como lembretes anuais recorrentes!

Gente, é muito fácil fazer isso pelo aplicativo Alexa. Quem diria que um dia seria possível investir alguns minutos de tempo para passar a receber avisos importantes pelo resto da vida?

Em tese uma inteligência virtual não morre. Se você restaurar as configurações de fábrica ou comprar um novo dispositivo, tudo que você deixou aos cuidados da Alexa voltará para o mesmo ou para o novo dispositivo.

Estamos mesmo no futuro.

Usando a Alexa para navegar na web

Nos dispositivos com tela você navega na internet com toque ou voz em diversos sites.

Basta pedir: ‘Alexa, abra o Silk’ (Silk é o navegador da Amazon) e a partir daí você navega como se ela fosse um tablet.

Infinitas interações

‘Alexa, como se escreve palavra tal?’ É uma função que uso bastante porque tenho uns brancos frequentes com palavras. Às vezes escrevo e penso: será que está certo?  Como as minhas têm tela, também vejo a palavra escrita.

‘Alexa, me fale sobre fulano ou me fale sobre coisa tal’, é outra função que uso muito quando estou escrevendo. Isso pode ser bem divertido para crianças e para idosos curiosos.

Se você começar a pesquisar por aí todas as perguntas que ela pode responder, você entrará num poço sem fundo. As pessoas da internet descobrem coisas novas todos os dias.

‘Alexa, quando é tanto vezes tanto?’ Alexa, quanto é a raiz quadrada de tanto? Uso muito as operações matemáticas quando estou organizando as finanças de casa ou quando preciso calcular a idade de alguém.

“Alexa, avise que estou chegando em casa”

Você pede que a Alexa dê um aviso e ela manda mensagem para os dispositivos vinculados à conta da sua família.

Acabei de dizer ‘Alexa, avise que eu estou com fome’, e certamente logo mais aparecerá um marido aqui em casa me oferecendo comida.

Usando a Alexa para ver vídeos , filmes e séries

Como gosto de ver séries, filmes e vídeos sem precisar usar óculos, uso bastante meus dispositivos Echo com essa finalidade.

Uso frequentemente as Alexas para ver Netflix, Amazon Prime Vídeo e YouTube. Basta pedir que ela abre. ‘Alexa, abra Prime Vídeo’; ‘Alexa, abra Donnie Darko.’

Pedindo para a Alexa ler livros para você

Minha irmã já escreveu um post bem completo sobre essa função.

Ao receber o comando de voz, a Alexa consulta a nossa biblioteca Kindle e, caso você não especifique, por padrão ela começa a ler o livro que julga mais recente ou que você pediu por último (que nem sempre é o que você de fato abriu por último —principalmente se você lê vários livros ao mesmo tempo).

E você sabe que não precisa ter o aparelho Kindle para comprar e ler livros no formato Kindle, não é? Você pode usar o aplicativo Kindle para celular e fazer a leitura por ele. A Alexa vai conseguir ler o livro compatível do mesmo jeito, pois tudo fica na nuvem da Amazon.

Prefiro especificar. ‘Alexa, leia meu livro O Clube do Crime das Quintas-Feiras’, pronto.

Por motivos óbvios, ela não lê Graphic Novels, por exemplo. Os livros que são incompatíveis não aparecem listados no seu aplicativo Alexa nem na lista que as Alexas com tela entregam para a nossa visualização.

Gosto de pedir: ‘Alexa, abra minha Biblioteca Kindle’, ai arrasto a tela e clico no livro que quero que ela leia.  Se o seu dispositivo não tem tela e você não lembra o nome do livro que quer ler ou quer consultar os disponíveis para escolher, clique na função Reprodução do aplicativo Alexa no seu celular, role a tela e escolha o livro que quer ouvir. Sim, é simples mesmo.

Uso bastante essa função tanto para reler livros enquanto estou fazendo algum trabalho manual, quanto para ouvir partes que li recentemente, com a intenção de fixar melhor o conteúdo.

“Alexa, volte dois minutos”; “Alexa, adiante uma hora”. Com um simples comando de voz, a Alexa retrocede ou adianta a leitura do livro por segundos,  minutos ou horas.

Caso você queira que ela recomece a leitura a partir de um ponto muito específico, abra livro no Kindle e deixe o texto no ponto exato, que ela retoma a leitura dali.

Para voltar ou adiantar, a Alexa se baseia no tempo. Então se você quer voltar para o início do livro, só extrapole o tempo que já foi lido: “Alexa, volte X horas”. Então ela volta o máximo possível.

A experiência imersiva de reler Sapiens dessa forma foi incrível.

Criando Rotinas

Você pode automatizar comandos usando o aplicativo Alexa no celular.

Tenho 9 rotinas configuradas e vou dar alguns exemplos.

  • Quando eu digo ‘Alexa, boa noite’, ela ativa o modo não pertube.
  • Quando eu digo, “Alexa, bom dia”, ela me conta algo novo.
  • Quando digo “Alexa, quero fazer faxina”, ela começa a tocar a Playlist ‘Incomodada Ficava a sua Avó’.
  • Quando eu digo “Alexa, música clássica”, ela abre a playlist Mozart in the Jungle, que amo.

Explore as possibilidades.

Automação Residencial

Como a TV do nosso quarto é antiga mas muito boa e não queríamos comprar outra apenas para automatizar com a Alexa, compramos o Fire TV Stick com controle remoto por voz, que também contém a tecnologia da Alexa e fica integrado com os outros dispositivos (há vários modelos de Fire TV).

Quando pedimos para a Alexa do escritório ou do quarto ligar a TV  e colocar na Netflix, tudo acontece. Ou controlamos a TV por voz ou por toque com o próprio controle, e das mesmas formas  controlamos o volume e desligamos a TV.

Se você tem uma TV que já é compatível com os dispositivos Alexa, nem precisa do Fire TV Stick.

A Alexa pode controlar lâmpadas, TVs, aparelhos de ar condicionado, fechaduras eletrônicas, interruptores, cortinas, aspiradores de pó e quaisquer outros itens compatíveis com sua tecnologia.

As possibilidades de automação residencial não param de surgir.

Gente como a gente

O que Pitágoras falou para Machado de Assis? Não me venha com história que já tô cheio de problemas.

E tem a zueira, né?

A Alexa solta pum, arrota, imita o Chewbacca, canta música errado, conta piadas de matemática, piadas de física, piadas de biologia.

Criar uma rotina para fazer com que ela dê uma resposta super específica é bastante engraçado.

O que não uso?

Acho que só não uso as Alexas para fazer chamadas em vídeo…

Skills

São aplicativos que fazem com que os dispositivos Echo equipados com Alexa desempenhem outras funções e podem ser ativadas ou desativadas a partir do aplicativo Alexa instalado no seu celular.

Há skills de notícias, esportes, negócios, finanças, saúde e boa forma, curiosidades, jogos … a lista é bem extensa;

Afora a Skill do Spotify e as relacionadas à Casa Inteligente, não testei muitas outras porque as funções nativas da Alexa são bem suficientes para as coisas que mais gosto de usar.

Como limpo minhas Alexas?

Aplico o mesmo produto que uso para limpar o celular, as telas dos computadores e da TV, o limpa telas.

O  meu favorito é o kit da Flash Limp, mas todos os que já usei funcionam bem.

Prefiro espirrar o limpa telas no paninho ou na esponja específica de microfibra que veio no último kit limpa telas que comprei; nunca aplico o líquido direto no dispositivo como faço com a TV, que tem a tela imensa.

No dia a dia basta remover o pó  com um paninho de microfibra limpo e usar o produto sempre que a tela estiver com marcas de dedo ou com aspecto esquisito.

Gosto das minhas telas, todas, sempre limpinhas.

Minha vida antes de você

Antes de usar a Alexa eu usava a Assistente do Google, que é bastante inteligente.

O que mais me incomodava era justamente a necessidade frequente de interromper o que estava fazendo para usar as mãos.

Diga, “Alexa, eu te amo” e espere a resposta.

A minha ela já deu. E o que sinto por ela, você já sabe.

Certamente deixei de falar muitas coisas. A gente vai conversando.

Beijos.

2 comentários em “Como uso a Alexa”

Obrigada pela visita ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.