O reforço malar no controle do melasma

Por @meire_md

Este post é para quem tem intenção de reduzir o aspecto escuro do melasma malar de uma forma, segundo as vozes da minha cabeça, mais rápida e eficiente.

Se você leu ‘Meire, como o seu melasma clareou?’ e ‘Lista de produtos usados no tratamento do melasma’, viu que meu melasma é refratário, mas segue em uma longa fase de acalmia.

Para quem está chegando agora: o melasma da minha testa é praticamente imperceptível e tenho manchas leves nas duas bochechas, porém a rede de vasinhos é bem exuberante, inclusive nas asas do nariz e no queixo.

Acredito fortemente que meu velhíssimo hábito de fazer reforço malar — são 15 anos de melasma — contribui muito com o controle da pigmentação, pois a região das minhas bochechas foi bastante castigada pelo sol e inflamava/pigmentava com muita facilidade.

Venho deixando a maquiagem do rosto todo cada vez mais leve, mas continuo dando uma atenção especial à região malar.

Mas o que é reforço malar?

É qualquer técnica — você pode inventar a sua — que acumule filtros solares e óxidos de ferro na região malar de forma a produzir um escudo opaco que reduz consideravelmente, acredito, a possibilidade da região ser atingida pela radiação UV e pela luz visível.

A combinação de produtos depende do gosto de cada um: protetor solar, protetor solar com cor, bastão fotoprotetor com ou sem cor, base de alta cobertura, corretivo, blush cremoso ou em pó

É reboco que chama? Sim, porém pontual.

Em minha opinião o blush é um elemento importantíssimo para o reforço malar não só porque camufla a diferença da cobertura quando comparada às outras regiões do rosto, mas por ser rico em óxidos de ferro, que são pigmentos que sabidamente reforçam a barreira contra a luz solar.

Vou dar umas dicas gerais de como você pode começar a criar a sua técnica e logo mais mostro como faço atualmente, tá?

Como começar a fazer o reforço malar?

1. Aplicar o protetor solar sem cor em toda a face em quantidade correta.

Lembretes:

Se for protetor solar líquido — aplicar duas a três boas camadas sempre esperando que cada uma seque um pouco antes que a seguinte seja aplicada.

Se for protetor solar cremoso— aplicar conforme a regra descrita pelo fabricante, no geral a quantidade é um pouco menor do que a exigida para protetores fluidos.

Se for protetor solar em bastão — dar 8 deslizadas por área a ser protegida (quatro indo e quatro voltando) e depois arrumar com o dedo.

2. Aplicar uma maior quantidade de protetor solar nas bochechas. Siga seu instinto que dá certo.

Com pouco tempo isto ficará automático e você saberá a quantidade ideal para o seu caso.

Você pode fazer o reforço com o mesmo protetor solar que já usa ou com outros mais resistentes, como os voltados para a prática esportiva. O 5km da Pink tem um excelente custo-benefício.

3. Cobrir o rosto com base ou protetor com cor, buscando não arrastar o protetor solar que está embaixo.

Você pode aplicar a base dando batidinhas com as mãos ou usando uma esponja específica para maquiagem.

As minhas favoritas são as duas da Mariana Saad, tanto a Flat Blend Vinho quanto a Sister Blend Vinho.

4. Camuflar o melasma da região que vai receber o blush com base de alta cobertura e/ou corretivos nas texturas que preferir (com ou sem FPS), mas que preferencialmente tenham fundo amarelado ou salmão e que sejam um pouco, um pouquinho só, mais escuros que sua pele.

Com estas escolhas a quantidade de produto necessária para cobrir a mancha tende a ser menor e você se livra do aspecto acizentado produzido pela tentativa de clarear a região.

Ao usar um corretivo mais escuro que sua pele, porém mais claro que a mancha, você chega a um ‘consenso’ de cores: elas brigam menos.

5. Se você precisa usar pó fixador, aplique onde julga necessário, espere trinta segundos a dois minutos e dê tapinhas com as mãos bem limpas para que todo o excesso seja removido.

Não removo o excesso de pó fixador com pincel porque o uso das mãos me ajuda a perceber se há alguma área ainda úmida e preenche melhor os poros, mas se você não gosta, use pincel.

6. Aplicar blush generosamente (‘leve chinelada’) dando toquinhos delicados na região malar com um pincel macio ou com a bundinha da Sister Blend Mariana Saad.

Espere o blush descansar alguns segundos, coisa pouca. Depois dê mais tapinhas com as mãos limpas para esmaecer a cor e fazer com que ela ‘entre’ nos produtos anteriores.

Com o tempo e a prática o escudo acaba ficando bom e o processo todo fica bastante rápido.

Quando a pele das outras regiões está levinha e a parede malar está camuflada por trás do blush, praticamente não se percebe que há uma parte ‘pesada’ protegendo o melasma.

Para o acabamento ficar bom não há mesmo muito segredo, você precisa treinar a mão. No meu caso os tapinhas fazem mais diferença do que usar produto caro ou barato.

Como faço o reforço malar e que produtos uso

Não foque nos produtos que uso.

O importante é você compreender o espírito da coisa e adaptar-se aos produtos que tem em casa.

Faço o reforço malar de acordo com a necessidade e o meu tempo, então tenho duas técnicas para os dias normais e uma técnica para os dias de guerrilha.

Com o tempo você vai fazer isso rapidinho e de olhos fechados.

Reforço malar para os dias normais – Técnica 1

a) Após aplicar o protetor solar na face, reforço a proteção malar dando mais algumas passadas do Shiseido Clear Stick UV SPF50+(compro onde estiver mais barato, vou também aqui).

b) Diluo a base líquida MAC Studio Fix Fluid (tem na Amazon, BeautyBox, na Beleza na Web e na Sephora) com um pouco do Prep+Prime Oil MAC e aplico uma camada fina no rosto todo usando a Esponja Flat Blend da Mariana Saad.

Obs.: Minha cor é a NC12.

c) Venho com a canetinha Shiseido White Lucent Onmakeup Spot Correcting Serum FPS 25 na cor natural light/natural clair (também disponível aqui) e faço a cobertura do melasma malar.

O corretivo dessa canetinha tem fundo amarelado e é mais escuro que minha pele, então casa perfeitamente com o bjetivo. Ele não marca meus poros e gosto de usá-lo nas olheiras também.

d) Depois que dou batinhas na base e no corretivo para minimizar qualquer acúmulo de produto nas linhas e poros, fixo toda a pele com pó fixador.

Em razão do uso de máscaras (prefiro a Aura porque tenho asma e das que testei é a mais confortável para respirar) tenho usado apenas os fixadores brancos.

Os meus pós fixadores brancos favoritos são basicamente os mesmos de sempre. Como uso diariamente, abro vários de uma vez só.  Dou preferência aos aplicadores de tecido porque acho que economizam produto.

Como regra geral os pós fixadores mais grossinhos fixam melhor e os pós delicados produzem um acabamento mais bonito.

Os brancos que estão na minha bancada hoje são estes cinco

NARS Translucent Crystal Light Reflecting Setting Powder Loose (10g). O meu é o translúcido — Uso todos os dias na área dos olhos. Só vou voltar a usar no rosto todo em saídas noturnas quando pudermos sair sem máscaras. Não sei quantos potes já usei ao longo da vida. Ele é finíssimo, tem um glow muito discreto. A versão compacta tem mais glow.

MAC Prep + Prime Transparent Finishing Powder (9g) — Este é um pó nem grosso e nem fino, produz um bom acabamento (nem feio nem bonito), controla moderadamente a oleosidade e tem um efeito fixador bom. É comprado e recomprado ad eternum. Fica ok na área dos olhos (uso com um tico do meu iluminador clarinho, meio que misturando).

Vichy Dermablend Setting Powder (28g) — É minha primeira escolha quando sei que vou precisar de uma fixação mais forte. Está há 15 anos na minha lista de produtos recomprados.

FIT Me! Maybelline cor 00 (10g) — Compacto.  Ele fixa quase tão bem quanto o Dermablend, mas deixa um rastro branco bem maior e é ligeiramente mais secativo que o da MAC. Tenho usado frequentemente para trabalhar e aplico bastante nas regiões onde a máscara vai atritar.

Também aplico usando aplicador de tecido.  O acabamento não é bonito mas para cada problema há uma solução: iluminador.  Dou uma passada leve do MAC Mineralize Lightscapade praticamente no rosto todo e dá tudo certo. Atualmente não consigo usá-lo na área dos olhos.

Innisfree no-sebum Mineral Powder (5g) — Coreano, bem gostosinho de usar, tem um cheirinho verde. Rende pouco. Gosto de usá-lo na testa porque ele realmente controla a oleosidade. Ele fixa menos que os outros.

e) Após aplicar os pós brancos espero alguns poucos segundos, talvez uns 20, e dou tapas com as mãos limpas para que todo o excesso de pó saia.

Aplico blush Mineralize da MAC e depois concluo a maquiagem da forma que der vontade no dia.

Os meus blushes MAC Mineralize favoritos são o Dainty, o Gentle e o Love Joy.

Meu Dainty já está acabado, aí comprei o Cruella, que tem um lado rosinha e um champagne (assim que chegar eu mostro para vocês no Instagram).

Reforço malar para os dias normais apressados – Técnica 2

Faço quase tudo como no método 1, mas dispenso  a canetinha Shiseido White Lucent Onmakeup Spot Correcting Serum FPS 25.

Quando a pele está completamente sequinha, aplico a base em pó Studio Fix Powder ( Sephora, Beleza na Web, Beautybox )no topo das bochechas, aplico o blush e finalizo a maquiagem como desejar.

Esta variação é bem mais rápida.

Reforço malar para os dias de guerrilha – Técnica 3

Aqui vou expor o que uso quando preciso de uma cobertura mais alta, coisa que não tem ocorrido ultimamente porque não venho frequentando nenhuma festa ao ar livre nem viajo há meses.

Após a aplicação do protetor solar dobrando a dose nas bochechas, faço toda a pele com a base líquida MAC Studio Fix Fluid sem qualquer diluição e aplico corretivo “de verdade” nas bochechas.

O corretivo ‘de verdade’ que uso é o Studio Fix Conceal and Correct Pallete MAC na tonalidade Light, que vem com seis cores: NC15, W10, NC20, NW20, Pale Yellow e Pale Pink.

Aproveito a paleta toda. Faço misturas meio aleatórias e dá tudo certo. Ela é bem coringa porque os corretivos são de alta cobertura, no entanto entregam uma cobertura com aspecto mais leve que o corretivo de potinho da mesma linha, que também gosto bastante.

Consigo fazer a pele inteira só com ele; vem pouco produto mas rende uma vida.

Deposito na face com os dedos e arrumo dando batidinhas com a esponja Sister Blend da Mariana Saad.

Quando está tudo bem batidinho e sem acúmulos em linhas e poros, cubro toda a pele com pó fixador, escolhendo o produto conforme a ocasião e depois reforço a cobertura onde julgar necessário usando a base em pó Studio Fix Powder.

Aplico blush Mineralize nas bochechas e finalizo a maquiagem com os demais itens, conforme a vontade do dia.

Espero que você tenha gostado!

Beijos,

Meire

 

 

 

 

 

 

 

Aviso: As páginas associadas ao Blog da Monique
contém links afiliados da Amazon e isso não afeta
o preço que você pagará no caso de realizar qualquer
compra por meio deles. O Blog poderá receber
uma pequena comissão pela venda.

5 comentários em “O reforço malar no controle do melasma”

  1. Eu uso muitas dicas suas…e vou adicionar o stick da Pink Cheeks para reforço do melasma, que ultimamente resolveu ficar avermelhado. Acredito que pelos novos suplementos que tive que começar a tomar. Niacina costuma dar flushs. Eu estou tendo.

    Curtido por 1 pessoa

Obrigada pela visita ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.