Os dentes também envelhecem

Woo hoo : o tempo ideal para uma escovação dentária saudável

Por @meire_md

Sou acompanhada pela mesma dentista há muito tempo e até encontrá-la, mesmo tendo sido uma criatura que passou parte da vida indo mensalmente a outro dentista para ajustar o aparelho ortodôntico, mantinha o péssimo hábito de escovar os dentes usando muita força.

Eu sabia que não era certo, mas fazia mesmo assim.

Sabe o tipo de gente que escova os dentes na força do ódio? Eu era essa pessoa. Eu me distraia e quando percebia o ato já estava consumado.

As cerdas das minhas escovas de dentes rapidamente assumiam um aspecto de folhas de samambaia, tamanha a violência com a qual eram usadas.

Acredito que eu fazia isso porque a brutalidade dos movimentos parecia ser mais eficiente para manter os dentes livres das placas bacterianas, porém o método mais eficiente e mais seguro envolve justamente o contrário: realizarmos uma escovação demorada – dois minutos em média – e suave.

É possível que se eu tivesse continuado a escovar os dentes como quem lixa concreto já estaria precisando de algum tratamento reparador.

Não há esmalte dentário que aguente.

Envelhecimento Bucal

Com o passar dos anos a nossa produção de saliva tende a reduzir, o esmalte dentário vai acumulando desgaste, nossas gengivas vão afinando e de um modo geral os nossos dentes tendem a ficar mais suscetíveis a cáries.

Não sei o quanto a genética influencia no envelhecimento da boca, mas os fatores ambientais exercem um papel exuberante. É sabido, por exemplo, que o consumo de cigarros agrava todo o prognóstico da boca e está relacionado fortemente ao surgimento de câncer e que o consumo de alimentos doces é bastante deletério para dentes e gengivas.

Além de procurar manter o corpo bem hidratado, evitar alimentos açucarados e realizar uma higiene bucal correta, é importante que as visitas indicadas pelo dentista sejam realmente regulares.

Visitar o dentista vai além da estética, pois a boca pode ser porta de entrada de doenças tão sérias quanto endocardite infecciosa.

Minha rotina de Saúde Bucal

Atualmente prefiro usar Escova de Dentes Elétrica.

A que uso ainda é a primeira que comprei para testar se me habituaria, a Oral-B Pro-Saúde Power. Ela é super simples, barata e funciona com duas pilhas.

A minha próxima, salvo se aparecer outra opção mais interessante, será a Oral-B Vitality 100, que é recarregável, tem um temporizador, não é tão mais cara que a Pro-Saúde Power e é bem mais barata que os modelos mais sofisticados.

Da mesma forma que precisamos trocar a escova de dentes a cada três meses, o fabricante indica que troquemos a cabeça da elétrica quatro vezes por ano, daí prefiro usar um refil mais econômico, o Oral-B Pro-Saúde Precision Clean, que vem com quatro unidades.

Tenho curiosidade de testar também o refil Oral-B Flossaction, que parece ter cerdas que se insinuam melhor entre os dentes, mas vou esperar meu estoque de refil reduzir.

Dentes super juntinhos

Como meus dentes são bem próximos uns dos outros  não posso dispensar o uso de fio dental, mas prefiro usar fita porque tenho a impressão que ela é mais eficiente para o meu caso.

Uso há vários anos a mesma, a Fita Dental Expansion Plus Johnson & Johnson.

Confesso que eu deveria usar a fita pelo menos duas vezes ao dia, mas só uso após a última refeição do dia (inclusive isso me ajuda a não assaltar a geladeira, porque a preguiça de passá-la de novo é sempre maior que a fome).

Em busca do Creme Dental perfeito sem defeitos

Escolher meu creme dental favorito da vida foi uma verdadeira saga porque alguns me davam aftas, outros ressecavam meus lábios, alguns me davam alergia.

Até descobrir que eu tinha Doença Celíaca quase tudo me dava alergia.

Por muitos anos eu só conseguia usar o Creme Dental Philips, o Sensodyne Rápido Alívio ou o Crest Complete, até que percebi que comecei a ficar menos alérgica e resolvi testar os Colgate Total 12 e deu certo.

Hoje meu creme dental favorito ainda é o Sensodyne Rápido Alívio, mas tenho comprado bastante o Colgate Total 12 Professional Gengiva Saudável (porque não tem corante) ou qualquer um que não seja o Whitening.

Flúor em enxaguante bucal? Converse com seu dentista

Após as escovações uso Enxaguante Bucal regularmente, já vou no automático e bochecho por 30 segundos.

O engraçado é que não consigo usar a quantidade recomendada, a boca fica muito cheia. Acho que uso tipo dois terços ou metade.

Gosto tanto do Colgate Plax Soft Mint quanto o Colgate Total 12 Clean Mint e do Colgate Total 12 Anti Tartar, então escolho o mais barato dentre os que estão com marca da Amazon Prime (para não pagar frete).

Um beijo!

Meire

Além de Frete GRÁTIS ilimitado em milhões de produtos elegíveis, ao ser membro Prime você tem acesso a filmes, séries, músicas, eBooks, revistas, jogos e muito mais em uma única assinatura, por apenas R$ 9,90/mês. Assine agora mesmo!

 

 

 

 

Aviso: As páginas associadas ao Blog da Monique contém links afiliados da Amazon e isso não afeta o preço que você pagará no caso de realizar qualquer compra por meio deles. O Blog poderá receber uma pequena comissão pela venda.

 

4 comentários em “Os dentes também envelhecem”

  1. Amei muito esse artigo sobre envelhecimento dos dentes!! Obrigada Meire🌷.. também sou essa pessoa que escova com a força do ódio,pra acabar de completar uso aparelho!🤦

    Curtir

  2. Será que a questão hormonal também não vai influenciar no envelhecimento dos dentes? Tenho pesquisado muito o assunto devido a estar entrando na menopausa e estou vendo que tudo no organismo é movido por hormônios. A baixa do estradiol com certeza deve ser uma das principais causas.

    Curtir

    1. Oi Jeanne, como existe o envolvimento da gengiva no processo, é bem provável. Todo o envelhecimento do nosso corpo resulta em um conjunto de vários eventos, tanto internos quanto externos.

      Curtir

Os comentários estão desativados.