O Demônio do Meio-Dia & Outros

Por @meire_md

“Esse livro se esforça para abarcar a extensão do alcance temporal e geográfico da depressão”

Andrew Solomon é um escritor americano formado em inglês e literatura pela Universidade de Yale.

Como pessoa que convive com a Depressão, resolveu mergulhar na abundância caótica do material disponível e findou por produzir uma obra extensa que demorou incríveis cinco anos para ser concluída.

O Demônio do Meio-Dia, que tem quase 600 páginas, ultrapassa as expectativas colocadas em um escritor leigo no assunto. Não acho que isso seria possível se não houvesse um motor tão forte quanto a motivação pessoal de quem sofre com a doença, muitas vezes invisível e, embora quase sempre passível de controle, potencialmente incurável.

Os trechos relativos à história da Depressão e evolução do tratamento são particularmente densos, contam com referências a autores de diversas áreas do conhecimento e estimulam a ‘mente aberta’ aos meios não ortodoxos de abordagem clínica.

Na riqueza e na pobreza

A pesquisa do autor foi além da depressão na sua faixa etária  e condição sócioeconômica: ele aborda a depressão na pobreza, na velhice e em diversas populações.

Senti-me impulsionada a ler O Demônio do Meio-Dia porque não sou psiquiatra, até então não havia tido nenhuma experiência com depressão na família, tudo que sabia sobre a Doença vinha de materiais técnicos e frequentemente – pelo fato de ser médica – atendo pessoas com Depressão.

O livro me provou que eu precisava ver a doença através dos olhos de uma pessoa afetada e que soubesse expressá-la de um modo amplo.

A obra é dividida em 12 capítulos e com registro da extensa biografia consultada durante os cinco anos dedicados à sua confecção.

Andrew Solomon  foi muito expressivo ao compartilhar detalhadamente as suas próprias crises e ao mostrar, na prática, a importância do suporte de familiares e da manutenção de uma vida produtiva.

O livro deixa bem claro que se o trabalho é importante para todos, para as pessoas com Depressão é mais ainda.

Se fosse para resumir ‘O Demônio do meio-dia‘ em poucas palavras ou dar-lhe um novo nome, eu o chamaria de Biografia da Depressão, porque a doença é o personagem retratado desde os primórdios de sua existência conhecida.

Não há quem não saia mais rico depois da imersão em um livro assim.

📔 O Demônio do meio-dia | capa comum

📔 O Demônio do meio-dia | livro Kindle

Outros livros de divulgação médica em Psiquiatria

Gosto muito da abordagem dos livros educativos da Dra Ana Beatriz Silva . Não compartilho com ela certas crenças em elementos desgarrados da Medicina,  tipo ‘horóscopo X personalidade’ – mas ninguém precisa concordar 100% com ninguém.

A Dra. Ana Beatriz escreve de um modo claro e consegue tratar as condições com suavidade e esperança. Isso é muito, mas muito importante por ser exatamente o que as pessoas com doenças crônicas precisam. 

Lembram do que falei no post Premonições Falsas etc sobre a nocividade da supervalorização que nós e as pessoas próximas a nós damos à doença, colocando-a como algo mais importante que a própria pessoa?

Isso mesmo.

Educar-se para viver com uma doença é, basicamente, manter o tratamento de modo regular, adaptar-se ao que não pode ser mudado e buscar as melhores qualidade de vida e trabalho possíveis.

Li oito livros de Ana Beatriz, mas só tenho sete aqui comigo porque emprestei o Mentes Inquietas.

Vamos a eles:

📔 ‘Mentes Inquietas’ | capa comum ou Kindle

Na minha opinião esse livro deveria ser lido por todas as pessoas que tem déficit de atenção e hiperatividade (e suas famílias). Ele foi muito importante na reconstrução da minha autoestima.

📔Mentes Depressivas| capa comum ou Kindle

Neste livro, a autora explica a diferença de depressão e tristeza, fala sobre suicídio, sobre as diversas apresentações da depressão incluindo a verificada entre crianças e na terceira idade e sobre sua experiência como médica.

Ela cita a espiritualidade como um coadjuvante para pessoas que sofrem desta patologia tão complexa e tão comum. Lembrem que espiritualidade é um termo mais amplo que religiosidade.

A meditação de atenção plena exercitada por céticos, por exemplo, poderia ser encaixada aqui.

📔 Mentes Ansiosas’| capa comum ou Kindle

Conforme a autora, esse livro surgiu de sua interação com pessoas em redes sociais. O seu olhar sensível estimula a pessoa ansiosa a transformar a própria doença em algo produtivo, coisa que faço intuitivamente desde criança.

Não posso dizer que minha ansiedade tenha alguma vez se comportado de modo realmente patológico, mas se sinto necessidade de controlá-la, não deve ser de todo saudável.

📔 ‘Mentes Consumistas | capa comum ou Kindle

Este livro presta um apoio muito gentil às pessoas com compulsão por compras, ensina de maneira acessível toda a malícia do neuromarketing, apresenta um teste cognitivo comportamental bem útil e sugere tratamentos possíveis.

Se você esconde as compras do seu companheiro ou companheira, se se arrepende da compra em pouco tempo, se chegou à conclusão que tem que parar de comprar mas continua comprando e se pessoas previdentes já perceberam que você está comprometendo o seu futuro, é bem provável que você seja compulsivo. Cuide-se.

📔 ‘Mentes que amam demais’ | capa comum ou Kindle

Antes de ser revisto, foi publicado como ‘Corações Descontrolados’. A versão que li (a primeira) parece, em princípio, um pouco leniente e maternalista com a pessoa borderline, mas essa impressão se desfaz rapidamente quando  a autora mastiga as informações e estratifica o problema.

A médica não  deixar de informar que as pessoas fronteiriças são conscientes de seus atos e podem escolher, por exemplo, não destruir patrimônios ou agredir pessoas.

📔 Mentes Insaciáveis| capa comum

Neste livro, a psiquiatra enfoca a Anorexia, a Bulimia e a Compulsão Alimentar que leva à obesidade.

Ele é mais denso e tem linguagem ligeiramente mais técnica que os demais, mas ainda assim muito acessível e suave. Por lidar contra o sobrepeso, separei este livro para reler em 2021.

📔 Mentes e Manias| capa comum ou Kindle

Este é direcionado a pessoas sistemáticas, obsessivas e compulsivas e discrimina bem o que é de fato mania (no sentido patológico da palavra).

Muita gente diz ‘tenho TOC‘ quando tem algum hábito repetitivo. Isso banaliza a condição e precisamos nos educar para evitar isso. Usar as palavras corretamente sempre foi importante.

📔Mentes Perigosas| capa comum ou Kindle

Aqui, a autora aborda a mente de pessoas com transtorno de personalidade antissocial (‘psicopatas’) e o único dos oito livros citados que não é capaz – porque é impossível mesmo – deixar uma mensagem de esperança.

Tudo que nos resta a fazer é saber reconhecer esse tipo ‘demoníaco’ de personalidade e tentar encontrar meios de proteção.

É um livro muito importante para abrir olhos de pessoas que sofrem nas mãos de parentes e amigos sem saber exatamente os motivos,  pois o senso comum trata o psicopata como se fosse um personagem de cinema…

Eles estão por toda parte e a maioria é formada por parasitas comunitários.

Leia também:
Os psicopatas do nosso dia a dia
7 dicas para você ser um leitor assíduo

 

 

 





Aviso: As páginas associadas ao Blog da Monique contém links afiliados da Amazon e isso não afeta o preço que você pagará no caso de realizar qualquer compra por meio deles. O Blog poderá receber uma pequena comissão pela venda.

 

 

5 comentários em “O Demônio do Meio-Dia & Outros”

  1. Já conheço a Ana Beatriz de longa data quando comecei a dar voz a minha inquietação de que meu parceiro era um “psicopata “… o que foi constatado infelizmente. Gosto muito da linguagem escrita e tb falada dela… os assuntos são excelentes.
    Quanto a depressão, conviver com um familiar com essa doença é angustiante… não há palavras e comportamentos que pareçam confortar a quem amamos…🥺😔

    Curtir

Obrigada pela visita ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.