[Resenha] Xica da Silva | Ana Miranda

Por @meire_md

Xica da Silva, conhecida por Francisca Parda, foi fruto do relacionamento da negra mina Maria da Costa com um Capitão branco que não teve a decência de pagar por sua liberdade.

O primeiro ‘proprietário’ de Xica foi Domingos, um negro forro que a vendeu a um casal de brancos reconhecidos por sua piedade e dos quais ela adotou o sobrenome da Silva.

Na adolescência foi vendida pelo casal a um médico, que a seduziu e engravidou.

Por volta dos 19 anos Xica foi vendida a um jovem branco rico e escolarizado. Eles se apaixonaram, ela recebeu carta de alforria e juntos tiveram 13 filhos.

Não se conhece outro homem ou outra mulher com quem uma ou outro tenham estado até a brusca separação do casal, ocorrida quando João precisou fazer uma viagem à Lisboa, de onde não mais retornou.

Muito pouco se sabe sobre ela, que possivelmente nasceu por volta de 1734. Tanto sua aparência quanto sua personalidade e seu papel social foram romantizados por escritores que criaram mitos anos depois de sua morte, ocorrida por volta dos 62 anos de idade. Para uns, feia, para outros, bela. Para uns, uma megera, para outros, uma grande benfeitora.

Há forte hipótese de que ela tenha prestado assistência médica e funeral aos negros que lhe serviam como escravos, de que concedeu alforria a pelo menos uma negra e que foi madrinha de diversos negros.

Mesmo após a partida de João, todos os filhos mantiveram acesso a boa educação e os homens, quando adultos, exerceram cargos públicos.

O Livro Xica da Silva de Ana Miranda é dois em um, em parte mostra uma Xica ficcional, imaginada, presumida.

As partes mais interessantes são aquelas onde Ana apresenta o entorno da Cinderela Negra, do Tráfico de Negros à história da mineração de diamantes e de como as intercorrências econômicas em Lisboa afetavam o Brasil, além dos personagens históricos contemporâneos de Xica, como Aleijadinho e Tiradentes.

Xica inclusive foi avó do filho de um dos inconfidentes.

É um livro tão interessante que as mais de 500 páginas são consumidas rapidinho. Recomendo dez mil vezes.

Aviso: Este post contém links afiliados da Amazon
e isso não afeta o preço que você pagará no caso
de realizar uma compra por meio deles.
A administração do Blog poderá receber
uma pequena comissão pela venda.