[Resenha] Os Pássaros | Frank Baker

Por @meire_md

A Dark Side publicou uma edição belíssima de “Os Pássaros” (1936) de Frank Baker em comemoração aos 80 anos da obra.

Como boa parte dos seres humanos, eu acreditava de pés juntos que a película “Os Pássaros” (1963) de Hitchcock havia sido inspirada neste livro, então não pensei duas vezes antes de comprá-lo.

Na realidade o filme foi inspirado no conto “Os Pássaros” (1952), de Daphne du Maurier. Segundo as más línguas, Daphne, que conhecia a obra de Frank Baker, teria se utilizado da ideia central dele para escrever o conto sem dar-lhe qualquer crédito.

Dada a similaridade do mote, rolou um ranço entre as partes. Embora Frank não tenha recebido qualquer indenização, mas as vendas do livro – que na primeira edição foram um fiasco – findaram alavancadas justamente depois da estreia do filme.

É possível que enquanto você não se der conta de que este livro é escrito no formato de memórias e portanto é cheio de coisas que são irrelevantes para o enredo central mas são muito significativas para o narrador, você vai achar a escrita lenta e até enfadonha.

Este não é um livro exatamente sobre o apocalipse dos pássaros e sim um diário de um octogenário à beira da morte e que, embora tenha testemunhado aqueles dias sombrios e isso seja a maior curiosidade da filha que o questionava, tinha muita coisa a lembrar e várias críticas a tecer acerca da Londres dos anos 30.

Em alguns pontos o narrador é implacável e em outros chega ser cômico. Recomendo fortemente.

📙 Os Pássaros (Português) Capa dura ou Kindle 

📙 Rebecca: A mulher inesquecível Capa comum ou Kindle 

 

 

 

 

Aviso: Este post contém links afiliados da Amazon
e isso não afeta o preço que você pagará no caso
de realizar uma compra por meio deles. 
A administração do Blog poderá receber
uma pequena comissão pela venda.