[Resenha] Clareadores de Romã

Clareadores de Romã para o rosto, corpo, mãos, tônico facial, esfoliante e sabonete em gel para rosto e corpo da Formule

Oi gente!

Como adiantei aqui, a romã é bem rica em ácido elágico, uma substância que tem ação anti-inflamatória e divide com outros antioxidantes possíveis ações contra fotoenvelhecimento e consequentemente parece ser um potencial coadjuvante no tratamento e prevenção de hiperpigmentações.

Em 2010 a revista do Cancer Prevention Research publicou o editorial ‘The promise of natural products for blocking early events in skin carcinogenesis’, aqui, citando o ácido elágico [em sinergia com outros antioxidantes, nenhum sozinho é milagroso] como uma potencial substância preventiva contra os cânceres de pele relacionados à exposição solar.

Todo antioxidante implicado como protetor contra câncer de pele entra automaticamente no rol daqueles que previnem ou tratam danos cutâneos causados por radiação UV por uma questão de lógica, o que fica no ar são as dúvidas com relação à dose eficaz e a melhor forma de administração (suplemento oral? cremes?). O que podemos afirmar até o presente é que quando se trata de pele os antioxidantes parecer demonstrar melhor ação quando usados topicamente.

Como falei no post sobre melasma, aqui, já fiz muitos tratamentos clareadores e agora estou na fase de manutenção e prevenção, então associei alguns produtos da linha Romã da Formule à minha rotina, bem como dois produtos com vitamina C estabilizada (é uma forma gordurosa da vitamina C) da SVR. Se o efeito for apenas preventivo, para mim já é bastante.

Estes produtos são cosméticos e em princípio podem ser usados sem prescrição médica como também podem ser associados a clareadores ou ácidos de prescrição médica. Digo em princípio porque as hiperpigmentações podem ser causadas por doenças potencialmente graves, até o Diabetes pode produzir manchas na pele, então é sempre indicado que um médico faça uma avaliação do estado geral de sua saúde.

Como todos os clareadores e ácidos (e qualquer coisa nesta vida), eles exigem associação com fotoproteção.

Observações Importantíssimas

(1) Antes de começar é preciso esclarecer que estes produtos da Linha Romã não foram comprados por mim. Recebi toda a linha de presente do Laboratório Formule porque a Dra. Patrícia Freire (dermatologista) citou ao representante do Laboratório que tem uma amiga blogueira (eu!! hehe)  que vinha experimentando antioxidantes tópicos e buscando clareadores leves para tratamento de manutenção do melasma e que ela iria me indicar o ácido elágico. A farmacêutica criadora da linha entrou em contato comigo e aceitei testar os produtos. Para quem não sabe como funciona a política do Salada, leia aqui.

(2) Nunca fui fã de produtos manipulados porque sou muito chata com texturas e cheiros, fora que admito que sempre fica algum temor de usar um produto prejudicado por falhas técnicas ou falta de estabilização de princípios ativos e que só aceitei experimentar os produtos porque foram indicados pela Patrícia, que é uma das dermatos mais sérias que conheço (além disso é minha amiga, é cética e exigente como eu e não me submeteria a um produto de qualidade duvidosa).

(3) As Farmácias que respeitam os critérios técnicos magistrais e os padrões rígidos de controle bem como que utilizam matérias-primas estabilizadas gozam de certificação pela SINAMM e a Formule é uma delas (não sei se em Natal há outras).

Update: Uma leitora se sentiu ofendida com esta passagem, mas não foi minha intenção ofender ninguém, pelo contrário, e pedi desculpas porque posso ter me  expressado mal. Ocorre que muitas pessoas não confiam em produtos manipulados (muitas mesmo) e só quis mostrar que há farmácias confiáveis sim. Pode haver Farmácias que mesmo não cerfificadas também respeitam os critérios estabelecidos, porém não tenho como saber quais são porque eu não posso arrogar para mim um conhecimento técnico que não tenho. Acredito que medicação manipulada deva ter a mesma vigilância de medicação industrializada e isto nem de longe é desmerecer ou desdenhar nenhum profissional e o contrário seria um protecionismo descabido. 

(4) Não posso garantir que a farmacêutica responsável pelos produtos da Formule possa passar no Blog para tirar as dúvidas de vocês, mas prometo que envio um e-mail para ela caso eu não saiba responder alguma coisa.

Então vamos lá ;)

Como ando muito sem tempo resolvi resenhar a linha inteira de uma vez só. Tenho preferido fazer posts grandes uma ou duas vezes por semana e passar o resto dos dias conversando com vocês pelos comentários, vocês acham muito ruim assim?

Gostei das texturas, do perfume frutal algo cítrico e suave e também da escolha das embalagens, só as tampas flip-top que parecem frágeis.

Todos os produtos contam com seis meses de validade após formulados e não há indicação expressa de necessidade de refrigeração em nenhum deles.

Os rótulos são bem presos e mesmo os produtos que estão no box do meu banheiro não sofreram descolamento com o calor e umidade.

***

FORMULE MÃOS E UNHAS ROMÃ

O creme para as mãos é apresentado em bisnaga com tampa flip-top contendo 60g, embalagem bem adequada e prática para a consistência cremosa e densa do produto.  Ele custa R$ 22,00.

Além do ácido elágico a fórmula conta com oliva, argan, algodão e queratina (achei riquíssima, lembrem-se que estes extratos agem em sinergia), bem como tem proteção solar com FPS não especificado.

Uma quantidade bem pequena é suficiente. Ele tem a absorção um pouco mais lenta do que o meu preferido, o Baume Mains da L’Occitane, mas muito melhor do que outros cremes para as mãos que já experimentei e confesso que fiquei bem impressionada com isso.

Ele entrou para a minha rotina substituindo o Lipikar da La Roche (já está acabando e não vou recomprar) e estou usando para massagem das mãos à noite bem como antes e após fazer as unhas. Ele deixa as cutículas bem calmas.

FORMULE SABONETE EM GEL – Renovador e Clareador com Romã

O sabonete em gel é indicado para rosto e corpo e apresentado em frasco  com válvula pump de excelente qualidade contendo 250ml de sabonete por R$ 25,00.

Como meu rosto sempre exige fórmulas ultra-suaves e específicas para a face e já estou adaptada às espumas japonesas, optei por não usá-lo no rosto e usá-lo apenas como espuma de banho.

Quando derramei o gel na mão logo percebi o perfume suave e a similaridade de textura com o da L’Occitane (esse aqui).

O banho com ele é delicioso, a espuma vai ficando macia. O perfume fica na pele mas não fixa tanto quanto o da L’Occitane.

Com relação ao efeito terapêutico sabemos que os produtos usados durante o banho passam muito pouco tempo em contato com a pele, mas potencialmente alguma coisa fica após o enxague a exemplo do que ocorre com os sabonetes faciais e até com sabonetes medicamentosos (como os contra sarna, haha, que comparação…)

Este sabonete conta também com Hamamélis e não irritou absolutamente nada a minha pele nem a ressecou como ocorre com os sabonetes líquidos disponíveis em supermercados, então recebeu várias estrelas por isso.

Como o da L’Occitane, ele espuma menos do que os japoneses, mas a espuma é bastante eficiente. Quando usado com uma esponja de redinha ele espuma bem melhor, e gente, eu adorei esse produto (vocês sabem o quanto eu gosto de banhos longos, talvez por isso que sabonetes baratinhos acabem ressecando minha pele).

Ele é mais caro que um sabonete líquido comum, mas está com um preço bastante bom em relação a sabonetes com fórmulas mais enriquecidas. Como o creme para as mãos, este produto entrou para minha rotina.

FORMULE ESFOLIANTE ROMÃ – Renovador e Clareador Facial e Corporal

A foto aumenta bem, basta clicar ;) Ele é feito com esferas de Romã e tem consistência gelatinosa e não oleosa, já que também é indicado para o rosto.

Quem me acompanha há algum tempo sabe que já retirei os esfoliantes físicos de minha rotina há alguns meses em razão do uso de ácidos e óleos. Não pretendo comprar este esfoliante por este motivo, mas estou usando no corpo para relembrar os velhos tempos e dividir a experiência com vocês.

Eu fui muito fã de esfoliantes quando mais nova e acho um procedimento legal para quem quer dar uma amaciada na pele e também para quem tem tendência a ter espinhas nas costas.

A esfoliação é suave e cheirosa.  Vem apresentado em bisnaga com tampa flip-top contendo 100g e custa R$ 28,00.

FORMULE TÔNICO ROMÃ – Renovador e Clareador Facial

O Formule Tônico é apresentado em frasco contendo 120ml e custa R$ 20,00.

Também não uso mais tônicos formulados nos moldes ocidentais – ou seja, aqueles indicados para complementar a limpeza e preparar a pele para os cuidados seguintes – porque já inseri a dupla limpeza em minha rotina e prefiro seguir direto para a hidratação.

Este tônico não é aguado como outros ocidentais,  tem a consistência parecida com suco de maçã e conta com vitamina C estabilizada (não sei em qual forma) e hamamélis, o que achei bem bacana.

O álcool da fórmula é de cereais (como o usado para fazer vodka). Pelo cheio presumo que ele tem uma concentração de álcool aparentemente alta mas não me pareceu irritante tampouco secativo, até parece hidratar um pouco.

A pele fica algo pegajosa mas o efeito passa logo, deixando uma sensação de umidade boa (mesmo não sendo esta a proposta). Eu achei gostoso porque estou numa fase de não querer usar nada muito secante porque meu protetor solar já é bem secante.

Para quem gosta de tônicos me parece uma opção interessante. É indicado para todo tipo de pele.

FORMULE ROMÃ RENOVADOR E CLAREADOR CORPORAL

O Clareador Corporal (eu mudaria o nome dele para Hidratante Clareador Corporal) vem em embalagem com válvula pump contendo R$ 200ml e custa R$ 45,00. A textura é fluida e a espalhabilidade é excelente. Ele deixa um perfume delicado, o que me agradou muito, e o produto some na pele em alguns segundos.

Ele associa a Romã ao azeite de oliva, por isso hidrata tão bem e a pele fica tão macia.

De toda a linha este foi o produto que mais gostei porque apareceu justamente na hora em que decidi começar a prevenir manchas solares nas áreas que foram mais expostas quando eu era moleca e adolescente. Se eu tivesse que escolher só um para ter seria ele.

Estou usando o Formule Clareador Corporal nos braços e colo após o primeiro banho (como coadjuvante) e usando nas mesmas áreas o Retinage Plus Corpo após o último banho.

O Igor gostou muito do efeito dele na minha pele e eu achei o efeito bem similar ao proporcionado pelo Hydra+ Roc corpo, que precisei descartar porque tem glúten na fórmula.

O produto já vale pelo efeito em curto prazo, que é hidratar e produzir uma sensação de pele bem cuidada, aveludada e levemente perfumada. Espero que a ação antioxidante da fórmula auxilie o Retinage Plus na prevenção de manchas actínicas, que são aquelas manchas que aparecem na terceira idade.

FORMULE ROMÃ RENOVADOR E CLAREADOR FACIAL

O Formule Renovador e Clareador Facial é apresentado em frasquinho com tampa flip-top contendo 40ml e a fórmula é bem rica, associa o ácido elágico ao licorice, ao azeite de oliva e a um complexo interessantíssimo chamado Biowhite.

O Biowhite é um consórcio de extratos de saxifraga, uva, amora, solidéu de Baical  e EDTA dissódico. Segundo quem o defende como sendo um clareador botânico, o composto é rico em flavonoides e agentes anti-inflamatórios que supostamente agem em sinergia inibindo a tirosinase e consequentemente reduzindo a formação de melanina.

Já uso clareadores botânicos (Even Better e possivelmente há clareadores botânicos em muitos outros produtos que uso, hehe) e sei que são considerados pelos dermatologistas como coadjuvantes ou clareadores mais leves, então são particularmente indicados para quem tem manchas leves, para associar a tratamentos médicos nos casos mais severos, para casos como o meu (manutenção) e para manchas recentes, como as de acne.

É um creme bem mais denso e mais gelatinoso (e possivelmente mais concentrado) que a versão corporal e tem mais essência do que eu aprecio em produtos para a face (lá no fundo tem um cheiro que lembra sabonete glicerinado) então vou ver com a Farmácia se eles manipulam o frasco que vou comprar com menos perfume.

Como todo creme denso ele demora um pouco a ser absorvido mas finda sumindo na pele e deixando uma textura levemente molhada mas não é aquela coisa molhada desconfortável que remete a oleosidade. Para o meu tipo de pele e local onde moro, não deu para usar sob a maquiagem então sugiro que seja usado em casa no final da tarde ou à noite. Não sei se é mito, mas percebo que no geral todo agente clareador é um pouco oleoso.

Nos primeiros dias de uso minha pele ficou levemente avermelhada possivelmente pela ação do ácido elágico, mas o desconforto passou mais ou menos no terceiro dia. Achei interessante porque não esperava que um ácido leve produzisse o desconforto inicial dos ácidos clássicos e o efeito foi similar ao que minha pele sente quando reinicio o Demelan, só que com bem menos ardor.

Senti os poros se comportando bem com ele. Durante uma semana suspendi o ácido retinoico e voltei a usar o ácido no sábado passado em uma concentração menor e sempre que suspendo o ácido retinoico meus poros dilatam um pouco mas dessa vez isto não ocorreu. Pode ter sido coincidência, mas está feito o registro.

Inclui este produto nos meus cuidados vespertinos, após a hidratação da face. Quando ele absorve completamente é que sigo com o Demelan alternando com o Vitanol.

Espero que tenham gostado da resenha múltipla ;)

IMPORTANTE: É preciso deixar a pele parecer bem enxuta antes de usar o tratamento anti-envelhecimento ou clareador prescrito pelo dermatologista.

Para quem quiser mais informações o site da Formule é:

http://formulefarmacia.com.br/index.php

Um beijo!

Meire

@meire_g

About these ads

20 comentários sobre “[Resenha] Clareadores de Romã

  1. Oi Meire, estou devorando seu blog! Nossa queria muito esse clareador corporal, pena que não dá pra comprar esses produtinhos online hein…
    Eu vi que vc usa o vitanol e fiquei pensando, será que ele pode ser usado no pescoço e colo também?
    Tô adorando tuas resenhas.
    Bjão

    • Carla,
      Agora parei o Vitanol por causa do verão. Pode ser usado no colo e pescoço se houver necessidade, mas tem que ver a concentração correta. Beijo!

  2. Meire,

    Outro dia foi comprar um protetor solar em uma farmacia de manipulação, produto de fabricação própria, você acredita que perguntei qual era a proteção UVA do produto e ninguem soube me responder?

    As atendetntes chamaram a farmaceutica que estava de plantão e eu tive que explicar para ela a diferença entre UVA e UVB e ela teimou em insitir que ram a mesma coisa, que se o fps é 30, a proteção UVA era 30 tambem.

    Como posso confiar na proteção e estabilidade de um produto como esse?

    Outro dia tambem estava na Dermage para comprar algum produto porque achei bem interessante os lançamento, então eu adquiri um produto a base de Nicotinamida que promete tratar poros dilatados, eu perguntei as atendentes se Nicotinamida era a mesma coisa que Niacinamida e elas não souberam responder, lá vem a framaceutica com um livro na mão procurar a informação e não sabia nem direito a importancia dessa subatância que pode ter inumeras outras funções.

    Será que eu leiga, estou mais informada do que as atendentes e farmaceuticas das farmacias de manipulação?

    • Sílvia,
      Por isso que temos que procurar farmácias confiáveis e ainda bem que há órgãos regulamentadores para nos auxiliar nisso. Um abraço!

  3. Meire, concordo com vc sobre os riscos de se encomendar fórmulas em farmácias de manipulação. Por exemplo, um creme que peço com tretinoína tem texturas diferentes e surtem resultados variados.
    Tb já usei um formula anti queda capilar e como se não bastasse a dermato ter incluido altíssima % de IGF e EGF, este último é indicado p crescimento epiltelial (quer dizer ela errou e só percebi meses depois pq fui pesquisar). Como se não bastasse iso, os fatores de crescimento devem ser manipulados em veículo não alcóolico, sob o risco de anular completamente seu efeito. Adivinha o que aconteceu? A minha tinha alto teor alcoolico, tive resultado, mas foi modesto e sim pelo minoxidil. Quem manipulava a minha era uma pessoa completamente despreparada. Isso seria caso p Tribunal Cível. Uma simples loção com Minoxidl custava R$ 30, a dermato sugeriu uma fómula cara R$ 150 e a farmácia foi completamente $%¨&*&)().

    • Roberto,
      Obrigada pelo seu depoimento. Estou bem satisfeita com a Farmácia que escolhi, certamente há outras excelentes também. Abraço!

  4. Olá Doutora, devo dizer que aprecio muito seu empenho e dedicação para com o blog e com os leitores, seu trabalho é realmente inspirador e didático (tenho certeza que ajuda muita gente e até a mim ).
    Contudo mesmo te achando uma pessoa de inteira integridade não pude deixar de expor meu sentimento de injustiça quando no post se refere a nós farmacêuticos magistrais de forma tão errônea e duvidosa quanto a execução de nossa profissão. Pois ao afirmar que “sempre fica algum temor de usar um produto prejudicado por falhas técnicas” é o mesmo questionar nossa seriedade e compromisso para com nossa profissão.
    Claro que qualquer outra profissão aos olhos de vocês médicos é motivo de desdenho, alem do mais em se tratando de assuntos relacionados aos dois universos profissionais (a exemplo tem-se o desmedido desatino que recentemente o CFM fez em relação ao DEF e “criando” uma nova classe, a dos “farmacistas” onde equiparava uma pessoa que TAMBEM estudou e estuda sobre a farmacologia constantemente, a simples “entregadores de receitas médicas”)
    Enfim é uma pena essa sua visão de uma profissão séria que atende até mais (e muita vezes mais dignamente) a população.

    • Gabriela,

      Coloquei isto no post justamente para mostrar que há órgãos que regulamentam e se a farmácia for bem indicada/certificada a pessoa pode confiar, já que a insegurança quanto à qualidade da matéria prima e à perda da estabilização durante o processo é algo comum não só na classe médica. Admiti isso porque é um sentimento meu não como médica, porque este não é um texto técnico é um texto de opinião, é de uma consumidora. Tenho um amigo químico que entende muito mais que eu e não confia em manipulações de uma maneira geral em razão da falta de controle; se ele que entende do processo não confia, isso me gerou insegurança.
      O problema não é a seriedade do farmacêutico e neste ponto você sutilmente sugeriu que estou desmerecendo o profissional quando a questão que coloquei nem de longe foi esta. É a estabilidade da formulação. Como não tenho conhecimento técnico suficiente, confio através da confiança de quem entende, que é o dermatologista que indica ou um órgão de regulamentador e ficou demonstrado aqui. Você me desrespeitou no momento em que me coloca como médico que desdenha de outras profissões porque isto é uma inverdade, o que fiz aqui foi justamente demonstrar que o medo da medicação manipulada nem sempre tem justificativa e que há farmácias fiscalizadas e certificadas por orgão competente. Se você,como conhecedora da matéria afirmar que toda Farmácia de Manipulação, mesmo sem nenhum tipo de certificação, é confiável, isso me deixa mais tranquila. Porque eu só prescrevia medicamentos quando alguem que entendia mais do que eu me certificava que era seguro.
      Neste post aqui http://easttowestskincare.com/2012/09/01/um-breve-panorama-do-que-existe-no-japao-para-clarear-manchas-parte-ii/ o Pedro (não é médico, é químico, e confio mais nele por isso, um químico entende muito mais do que médicos) disse em um comentário das 9:22h. Então não tenho este temor porque sou médica e sim o mesmo que muitos consumidores de cosméticos tem. Na Farmácia Formule eu confio e confiarei em muitas outras quando alguém que entende mais do que eu me demonstrar.

      • A preocupação da Meire em selecionar uma farmácia de manipulação que ela confie é bastante justificada por estudos.

        Como este, por exemplo: http://revistas.unoeste.br/revistas/ojs/index.php/cv/article/view/156

        Conclusão do estudo: “Os resultados obtidos nesta avaliação permitiram estabelecer que faltam informações técnicas aos manipuladores no que diz respeito à estabilidade de cremes dermatológicos, quanto a melhor faixa de pH para que o fármaco tenha estabilidade e atividade, melhor base utilizada, melhor local de armazenamento do produto, o melhor tipo de embalagem utilizada para conservar a formulação e a falta de informações nos rótulos, prejudicam a qualidade e a segurança dos cremes manipulados.”

        E a parte mais preocupante é que foram avaliadas fórmulas simples e clássicas, sem associações “complexas”, que têm a “receita” e o modo correto de formular até de graça em Ebooks.

        Não vejo nenhum problema em duvidar da qualidade da formação de outros profissionais. Ainda mais no Brasil, onde diversos testes internacionais e nacionais mostram que a nossa educação é muito precária. Os próprios médicos vivem duvidando da qualidade da formação de outros médicos. Se fores fazer uma pesquisa rápida, vais ver que há vários médicos – inclusive em posições “públicas”, como representantes de Conselhos Médicos – reclamando que a quantidade excessiva de faculdades de Medicina está colocando profissionais despreparados no mercado. Se fores pesquisar o que os cirurgiões plásticos dizem, a maioria duvida do preparo para fazer uma cirurgia plástica por quem não é cirurgião plástico e por aí vai…

        Eu, pessoalmente, acho bem-vindo duvidar da qualidade da formação de profissionais de todas as áreas. Todas. Se não duvidasse, hoje estaria acreditando, por exemplo, que “substantivo abstrato é o que não se pode pegar” e “substantivo concetro é aquele que se pode pegar”; afinal, foi isso o que uma professora de português, formada em Letras, ensinou-me uma vez.

        Meire, não sou formado em Química ainda.

      • Oi Pedro,
        Obrigada por ter aparecido, eu ia até pedir sua opinião. Mas me desculpei com a Gabriela porque posso ter me expressado mal. Beijo (e eu pensei que você já havia terminado, hehe).

    • Ola Gabriela,
      minha flor relaxe, normal um médico ter esse tipo de menosprezo pela nossa classe!
      Eu mesma como farmacêutica bioquímica não confio nem sequer numa anamnese de um simples clinico geral (muito menos na avaliação laboratorial deles! – sério é cada exame que eles pedem pra repetir que é fora do raciocínio lógico).

      No fim agente sabe que ninguém conhece mais farmacologia nem interação medicamentosa que nós (não tem químico, nem clinico , nem nada que equivalia) e no mais a realidade é totalmente oposta ao que eles dizem, afinal meu marido que também é farmacêutico tem uma dermatológica de manipulação e 80% das formulações dispensadas são via prescrição médica (desde uma simples loção para escara até psicotrópicos) ou seja se houve realmente alguma duvida quanto nossa integridade e qualidade não haveria tanta demanda.

      • Maria Eduarda,
        Não é desprezo esperar de toda atividade uma fiscalização, tanto que o próprio CFM vigia a atividade dos seus médicos. Desprezo é uma pessoa que se diz profissional vir a um blog de uma médica e dizer que não confia em nenhum médico, eu não iria a um blog de um farmacêutico agredi-lo. Não é preciso dizer que 100% de uma classe não presta, como você afirma sobre médicos, para demonstrar que sua profissão tem valor. Cada uma tem seu espaço e da mesma forma que médicos precisam de certificados farmacêuticos também, porque a sociedade não é técnica e precisa de órgãos que fiscalizem profissionais por elas. De qualquer forma obrigada pela visita.

  5. Meire, voce conhece a linha de produtos a base de Pomegranate da marca Welleda? Eu uso e gosto muito, mas me entusiasmei com a linha da Formule pq pelos comentarios , senti confiança, e o preço esta ótimo perto dos da welleda…mas, sera que a formule envia para SP? segunda vou ligar para me certificar disso.. bjs Glau.

    • Gláucia,
      Entre em contato com o laboratório, acredito que eles enviam sim. Eu preferi o ácido elágico deles porque a farmacêutica responsável é estudiosa, participa de congressos de dermatologia e trabalha com feed back de dermatologistas. Passou-me confiança. Se você comprar depois dá um retorno do que achou porque ajuda outras pessoas a decidirem, você pode até comparar com os que você tem. Beijo!

      • Meire, se enviarem, vou encomendar depois dou retorno, ok. bj. Glau.

      • Oi Meire, esqueci de te comentar, eu liguei na Formule a funcionaria disse que nao enviam por correio….
        beijo!
        Glaucia

      • Gláucia,
        Que pena!
        Tente entrar em contato no site formule.com.br , talvez a farmacêutica responsável possa enviar. Um beijo!

  6. Oi Meire! Me interessei bastante pelo clareador corporal. Por mais que eu capriche no filtro solar, sinto que a região do colo e ombros são um pouco mais escuras do que o rosto e pescoço. Acho que seria interessante incluir este produto em minha rotina. Tenho uma pergunta: o ácido elágico ajuda na proteção solar, tanto quanto a vit. C? Digo isto porque, a vit. C é um potencializador da proteção solar, ou seja, se usado antes do filtro solar ajuda a prevenir os danos que os raios solares causam à pele. Acontece o mesmo com o ácido elágico? Será que eu poderia usar o hidratante corporal indicado e depois o filtro solar? Sei também que existem substâncias clareadoras (como a hidroquinona) que não podem ser usadas sob o Sol, mesmo com proteção solar após, sob pena de manchar a pele.

    • Aninha,
      Possivelmente sim, já que ele está sendo associado a prevenção de carcinoma de pele. Só tome o cuidado de passar o protetor por cima e depois que o produto estiver bem absorvido.
      Beijo!

Os comentários estão desativados.